Juan Baldovino: «Parece que Bruno de Carvalho vive na época das cavernas»

Assessor legal do Sindicado de jogadores do Peru comenta caso Carrillo

• Foto: Vítor Chi

O assessor legal do sindicato de jogadores do Peru não poupa críticas a Bruno de Carvalho no que diz respeito à atitude do presidente do Sporting em relação ao "caso Carrillo".

"O presidente do Sporting é um mau perdedor, não tem moral nem ética, anda a ameaçar publicamente o futebolista. Nunca vi nada assim. Ele fala muito de um mundo desenvolvido, mas na verdade parece que vive na época das cavernas no tempo em que as máfias faziam aquilo que queriam. O presidente está muito enganado. A federação e a liga deviam castigá-lo e deverá ser responsabilizado se alguma coisa acontecer ao André Carrillo", afirmou Juan Baldovino em entrevista à Antena 1.

E prosseguiu, abordando as negociações levadas a cabo pelos leões. "O Sporting queria verbas astronómicas que não estavam ao alcance de outros clubes europeus, nomeadamente portugueses, e dessa forma estava a dizer a Carrillo que não ia sair do clube. Eram verbas entre os 12 e os 16 milhões de euros. Desde outubro que fecharam praticamente qualquer tipo de negociação".

O assessor do sindicato sublinhou que Carrillo ponderou muito antes de assumir o compromisso com o Benfica para os próximos anos. "O André pensou muito. Podia sair ou ficar em Portugal. Quis ficar porque se sente perfeitamente adaptado ao país e pelo que o Benfica representa. O Benfica é um grande clube europeu".

Juan Baldovino avançou ainda que o selecionador peruano, Ricardo Gareca, estará em Portugal, "talvez ainda esta semana", para falar com Carrillo.

(notícia corrigida às 19h42 - Baldovino não é presidente do sindicato mas sim assessor legal)

Por Sofia Lobato
41
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.