José Eduardo foi um dos fervorosos apoiantes de Bruno de Carvalho mas, nos últimos meses, decidiu rever a sua posição devido aos acontecimentos registados em Alvalade. O líder leonino acusou o empresário de ter mudado de opinião por ter pedido a exploração do catering no Estádio José Alvalade, uma imputação que é agora rebatida em declarações a Record.

"É mais uma mentira como quando disse que eu queria ser o diretor da academia", afirma o antigo jogador, que até revela um episódio envolvendo o diretor geral para o futebol: "Nessa altura até fui eu quem propus Augusto Inácio para esse cargo. O Bruno de Carvalho recusou o Inácio, primeiro devido a uma questão por resolver com o Jefferson, e também devido ao facto de o Inácio se colocar sempre ao lado dos jogadores", revela.

Refira-se que esta conversa decorreu num jantar realizado em casa de Eduardo Barroso que, ao nosso jornal, já validou este testemunho.

Mantendo o tom crítico, José Eduardo também nega a acusação que o líder leonino lhe dirige. "Esqueceu-se foi de dizer que, ontem, enviou-me um email a convidar a minha empresa para participar no concurso de catering do Estádio José Alvalade na próxima temporada", acrescenta, procurando assim colocar um ponto final na questão.