Julgamento de Alcochete: Bruno de Carvalho só depõe no fim da prova

Antigo presidente só falo depois de todas as testemunhas arroladas serem ouvidas em tribunal

A possibilidade de Bruno de Carvalho ser ouvido em tribunal antes do final do mês de janeiro foi ‘desmontada’ ontem pelo advogado do antigo presidente do Sporting, Miguel Fonseca, que considera que o seu constituinte só deverá prestar declarações depois de toda a prova ser produzida. Ou seja, depois de todas as testemunhas arroladas, quer pelo Ministério Público quer pela defesa, serem ouvidas em tribunal.

Há um aspeto sobre o qual o defensor do antigo presidente considera fundamental que Bruno de Carvalho preste todos os esclarecimentos: as três reuniões de 14 de maio de 2018, nas quais a administração da SAD se reuniu, à vez, com equipa técnica, staff e jogadores.

Recorde-se que Bruno de Carvalho está dispensado de assistir às sessões do julgamento, em Monsanto, só o fazendo quando o considerar importante.

5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.