Luís Figo: «O que queremos todos é que o Sporting funcione e tenha resultados»

Ex-jogador diz que "as claques são fundamentais para os clubes, desde que haja apoio cívico dentro das normas"

• Foto: Miguel Barreira

O ex-internacional português Luís Figo defendeu que "as claques são fundamentais para os clubes, desde que haja apoio cívico dentro das normas", durante a iniciativa Desportistas no Palácio de Belém, promovida pelo Presidente da República.

"Não sei os problemas que surgiram entre as claques e a presidência do Sporting. As claques são fundamentais para os clubes desde que haja apoio cívico dentro das normas, que têm de ser respeitadas por toda a população num estado democrático. O que queremos todos é que o Sporting funcione e tenha resultados. Mais problemas à volta da equipa e do clube acho que influencia negativamente, o que não é bom para ninguém", justificou.

Depois de ser recebido por Marcelo Rebelo de Sousa, que destacou os vários talentos do antigo jogador, "sobretudo a inteligência demonstrada desde muito cedo", e de se colocar à disposição das várias perguntas dos alunos das oito Escolas presentes no Museu Nacional dos Coches, Luís Figo voltou a sublinhar não ter como objetivo ser treinador, "nem do Sporting, nem de outro clube."

"O que espero é que o Sporting possa ter sempre um percurso de êxitos. E quando não é assim, como todos os sportinguistas, há esperança de que as coisas mudem no sentido vitorioso de resultados e de títulos. A única forma que conheço de sucesso no futebol, e qualquer atividade empresarial, é o trabalho. Trabalhar no sentido de criar as condições para que a equipa seja forte, trabalhe com tranquilidade, tenha bons jogadores e que exista um equilíbrio tanto a nível económico, como desportivo", destacou, defendendo ser "fácil falar, estando de fora."

5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.