A Mesa da Assembleia-Geral (AG) do Sporting demitiu-se em bloco, confirmou à Lusa o presidente, Jaime Marta Soares que apelou à demissão do presidente do clube, Bruno de Carvalho. 

"Apelo à direção, ao senhor presidente Bruno de Carvalho, que siga este nosso exemplo, que apresente a sua demissão, e do Conselho Diretivo, para que nós possamos, no cumprimento rigoroso e integral do estatuto, marcar uma Assembleia-Geral, ou seja, dar a palavra aos sócios, que são esses os principais sustentáculos e que são esses efetivamente aqueles que têm o direito de decidir o que é que querem para a vida do Sporting Clube de Portugal", disse Marta Soares à agência Lusa.

"Atendendo às recentes movimentações que surgem a todo o momento e a qualquer momento, posso anunciar que a Mesa da Assembleia-Geral se demite em bloco, e também já recebi comunicação do presidente do Conselho Fiscal, de que se iriam demitir, senão todos, alguns que me iriam enviar os pedidos de demissão", afirmou Marta Soares.

O presidente da Asssemblia-Geral justificou a demissão deste órgão com as "previsíveis consequências que possam advir desta instabilidade que está a marcar profundamente a instituição Sporting Clube de Portugal".

Recorde-se que o vice-presidente António Rebelo também já manifestou a intenção de se demitir.