Miguel Albuquerque confirma rescisão do contrato: «O Sporting jamais sairá de mim»

Diretor geral das modalidades refere que defendeu sempre os interesses do clube

Miguel Albuquerque confirmou, como Record adiantou, a saída do Sporting ao fim de 20 anos.

"Ao longo destes 20 anos travei muitas batalhas; a verdade é que o fiz sempre na defesa do nosso Clube, exigindo o respeito, inabalável e inquestionável, pelo Sporting Clube de Portugal, nunca me refugiando ou escondendo, porque é isso que o Sporting Clube de Portugal merece: a defesa intransigente – e permanente – do Clube! Lutei sempre por um Sporting Clube de Portugal melhor e mais forte, com voz, com exigência e rigor nas suas modalidades. Fi-lo até ao último dia e isso nunca ninguém irá conseguir apagar", refere em comunicado.

Miguel Albuquerque lamenta que este desfecho resulte de um problema de ordem pessoal e deixa uma promessa. "Estarei sempre disponível para ajudar o Sporting Clube de Portugal, porque nunca conseguirei retribuir ao clube tudo o que o clube me deu. Hoje saio do Sporting Clube de Portugal, mas o Sporting Clube de Portugal jamais sairá de mim", frisa.

O Sporting por sua vez, informou que "terminou o contrato, por acordo", com Miguel Albuquerque e agradeceu-lhe os anos de dedicação e o trabalho".

Comunicado de Miguel Albuquerque

Obrigado Sporting Clube de Portugal, foi uma honra servir-te!

Chega hoje ao fim a minha ligação ao Sporting Clube de Portugal.

Foram 20 anos percorridos com o orgulho, honra e privilégio de servir o Clube do meu coração, e que possibilitou tornar-me um dos dirigentes mais titulados da sua história, algo que nunca vou conseguir retribuir.

Foi um longo caminho, trilhado numa estrada sinuosa, entre muitas dificuldades, com centenas de treinadores, atletas, colaboradores, dirigentes e presidentes - crescendo e aprendendo com todos.

Passei por todas as etapas de crescimento no dirigismo, sempre focado no trabalho, na exigência, na cultura de vitória e na defesa intransigente do Sporting Clube de Portugal.

Tive a oportunidade de ocupar vários cargos nestas duas décadas, que me permitiram servir cada vez melhor o Clube que amo: primeiro no Futsal, onde entrei em Agosto de 2000 como Colaborador Técnico e de onde saí em 2018 como Director do Departamento, e nestes dois últimos anos como Director Geral das Modalidades.

Em todos os passos que dei, com paciência e determinação, sempre me guiei pelo trabalho e por um constante sentimento de responsabilidade. Foi com esse desígnio que tracei um objetivo que me foi "obcecando" ao longo dos anos: fazer do Sporting Clube de Portugal a maior potência nacional de Futsal e, num segundo passo, Campeão Europeu.

Prometi aos Sportinguistas que esse dia iria chegar! Consegui juntar uma equipa de trabalho que me ajudou a cumprir essa promessa. Essa mesma equipa foi preponderante na conquista dos títulos europeus de Hóquei em Patins, Atletismo, Judo e Goalball seguindo o desígnio de José Alvalade, que desejava que o Sporting fosse um "um grande Clube, tão Grande como os Maiores da Europa", .

Ao longo destes 20 anos travei muitas batalhas; a verdade é que o fiz sempre na defesa do nosso Clube, exigindo o respeito, inabalável e inquestionável, pelo Sporting Clube de Portugal, nunca me refugiando ou escondendo, porque é isso que o Sporting Clube de Portugal merece: a defesa intransigente – e permanente – do Clube!

Lutei sempre por um Sporting Clube de Portugal melhor e mais forte, com voz, com exigência e rigor nas suas modalidades.

Fi-lo até ao último dia e isso nunca ninguém irá conseguir apagar.

Quis o destino que um episódio da minha vida pessoal, – que não minimizo e jamais esquecerei -, com mais de três anos e do qual não me orgulho, tenha sido trazido de novo à praça pública. Um episódio que ‘renasceu’, um ano e meio depois de totalmente encerrado, "como se tivesse sido ontem", expondo a minha vida privada, servindo de mote para o fim de uma relação longa e vitoriosa.

Na memória ficam as amizades, algumas (poucas) para a vida; as derrotas, que me fizeram crescer e ter cada vez mais força mesmo quando ninguém acreditava; as conquistas, que rapidamente aprendi que são efémeras e que as devemos saborear – pois nunca sabemos quando teremos a próxima.

A partir de hoje sou apenas mais um sócio, dentro de uma família com mais de 3,5 milhões de "Leões".

Estarei sempre disponível para ajudar o Sporting Clube de Portugal, porque nunca conseguirei retribuir ao Clube tudo o que o Clube me deu.

Hoje saio do Sporting Clube de Portugal, mas o Sporting Clube de Portugal jamais sairá de mim.

Obrigado Sporting Clube de Portugal, foi uma honra servir-te durante 20 anos!

Miguel Albuquerque

Por Record
48
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.