Miguel Braga: «FC Porto sozinho teve mais penáltis a favor do que Sporting, Benfica e Sp. Braga juntos»

Responsável de comunicação dos leões questiona critérios da arbitragem e conclui: “É muita cirurgia para um só clube”

No momento de celebrar a conquista da Liga, enquanto discursava na Câmara Municipal de Lisboa, Frederico Varandas não esqueceu os 16 penáltis a favor do FC Porto. A estatística, porém, revela outros dados que o responsável de comunicação dos leões faz questão de expor esta semana no editorial do Jornal Sporting, que se debruça precisamente sobre o balanço do campeonato. E a conclusão de Miguel Braga é, no mínimo, sugestiva relativamente aos critérios da arbitragem, na comparação do FC Porto com os restantes concorrentes diretos.

"Além dos penáltis referidos pelo presidente – nunca é tarde para recordar que sozinho, FC Porto teve mais pontapés de penálti a favor do que Sporting CP, SL Benfica e SC Braga juntos – há outros dados que apontam para a pressão incessante que a norte se faz aos homens da arbitragem, aos adversários, a tudo o que não vista azul e branco no futebol português", começa por referir Miguel Braga.

"Assim, e olhando para os três grandes do futebol português, finda a Liga e os seus 34 jogos, o Sporting CP fez 520 faltas, o FC Porto 534 e o SL Benfica 513, deixando assim as equipas com médias muito idênticas de faltas assinaladas por jogo: 15,3, 15,7 e 15,1, respetivamente. Por outro lado, o equilíbrio é desfeito quando contabilizamos os cartões amarelos mostrados às três equipas: o Sporting CP acabou com um total de 89 amarelos, o FC Porto com 62, o SL Benfica com 81. Mais uma vez, e para se perceber as diferenças: a média para o Sporting CP é de 2,6 amarelos/jogo, para o FC Porto apenas de 1,8, para o SL Benfica de 2,4. Ou dito de outra forma, o Sporting CP é brindado com um cartão amarelo ao fazer 5,84 faltas, o FC Porto ao fazer 8,61 e o SL Benfica 6,33. Ou seja, em toda a Liga NOS, o Sporting CP conseguiu a proeza de ter mais 27 cartões amarelos do que o FC Porto, e isto apesar de ter feito menos 14 faltas. É muita cirurgia para um só clube", atira o responsável pela comunicação do clube de Alvalade.

Em tom irónico, Braga considera que "também nos treinadores, o destaque vai para a equipa fair play da Liga: Sérgio Conceição foi o mais indisciplinado com seis amarelos, três cartões vermelhos diretos e mais um por acumulação. O último vermelho direto, recorde-se, deu direito a uma suspensão de 21 dias, castigo entretanto suspenso por alegadamente ser contrário ao direito de liberdade de expressão. E não, não estamos no capítulo da ficção", acrescenta.

Miguel Braga junta, ainda, a estes factos "as várias declarações dos responsáveis máximos do FC Porto sobre a arbitragem, as cenas da entourage azul e branca em Moreira de Cónegos ou o comportamento no pós-jogo entre FC Porto e Sporting CP" e deixa um recado com destino ao Dragão: "No desporto e na vida, não pode valer tudo para atingir os nossos objetivos."

Por Record
56
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.