Miguel Braga responde a Francisco J. Marques: «É uma cultura de pressão sobre os árbitros»

Responsável pela comunicação acusa FC Porto de estar a utilizar métodos usados pelos dragões na década de 80 do século passado

As provocações de Francisco J Marques, por causa do primeiro golo do Sporting, frente ao Moreirense, precedido de falta, por mão de Pote, mereceram esta segunda-feira o comentário de Miguel Braga no programa Raio-X Sporting, da Sporting TV. "É uma linguagem bélica que a comunicação do FC Porto gosta muito de fazer. As pessoas não admitem erros.Nós admitimos. Errar é humano. Quem parece que não admite qualquer erro e parece que nunca fez nada de mais e, quando erra, até o faz de propósito é o FC Porto", começou por referir o responsável de comunicação do clube de Alvalade, numa alusão a uma polémica recente, em que os dragões se referiram ao clube leonino como Sporting... de Lisboa, na sequência de uma inadvertida troca de emblemas dos dragões.

Ainda a propósito das 'bocas' do diretor de comunicação do FC Porto, para quem o Sporting tem 4 pontos a mais, devido a erros de arbitragem, Miguel Braga não tem dúvidas em afirmar que esta é a reposição de um filme rodado em finais do século passado. "É uma cultura dos anos 80 que o FC Porto está a voltar a trazer ao de cima. Uma cultura de pressão sobre os árbitros, sobre os jornalistas, enfim, fazem uma cartilha de mentiras e porem outras pessoas a dizerem as mentiras para nós acreditarmos", refere o responsável leonino, não deixando de fora o presidente do Fabril do Barreiro, Faustino Mestre, que, no final do jogo da 3ª eliminatória da Taça Portugal fez críticas ao presidente do Sporting, enaltecendo a conduta de Pinto da Costa.

Depois, o Covid-19 pregou-lhe uma partida, obrigou-o a adiar um jogo com o Sporting B e a reação dos leões foi dura, pela voz de Miguel Braga. "Se o Fabril tem jogadores com Covid não tem de o comunicar ao Sporting. Tem de informar a federação e as autoridades de saúde. Se for provado que os seus jogadores têm Covid há uma consequência direta: o jogo é adiado. O que o Fabril, se calhar, queria era escapar a outras medidas de saúde que as autoridades impõem. Havendo tantos jogadores infetados, se calhar o plantel tem que estar de quarentena. É o que diz a lei, não o Sporting", acusa o responsável leonino, regressando por esta via de novo ao FC Porto.

"Recebeu o FC Porto com pompa e circunstância, terminou o jogo e a primeira coisa que fez foi criticar o presidente do Sporting, dizendo que ele nunca tinha pedido para o público voltar aos estádios. É uma mentira descarada que só é feita por alguém que está a fazer um serviço ao FC Porto. Compreende-se, estava febril", ironiza Miguel Braga, juntando ainda mais algumas achas à fogueira comunicacional: "É interessante assistirmos a estas queixas, quando, depois, raramente, fazem mea culpa. É esta narrativa bélica que faz com que pareça que são uns coitadinhos e parece que o mundo todo lhes faz muito mal. É para mim muito difícil perceber um clube com a dimensão do FC Porto continuar com esta conversa."

Antes de terminar, Miguel Braga considerou uma "não notícia" a investigação feita à transferência de Mattheus Oliveira do Estoril para o Sporting, por emanar do Processo Cashball, que na prática "deu em nada"; recusou a ideia de Eduardo Quaresma ou Tiago Tomás possam deixar o clube em janeiro por não terem espaço no plantel; garantiu que "a seu tempo" a mesa da assembleia geral do Sporting irá pronunciar-se sobre os requerimentos apresentados pelo grupo de sócio liderado por Rui Mestre; e mostrou-se preocupado com o facto de Vasco Santos, o VAR do jogo com o Moreirense poder ir para a 'jarra' na próxima jornada.

"É um pouco preocupante que o árbitro que vai parar à 'jarra' seja o árbitro que errou no lance do Pedro Gonçalves, pois não é propriamente o que tem acontecido com alguns VAR que se têm enganado. Seja o lance do penálti em que se vê que o Marega dá um chuto na perna do defesa do Marítimo e o árbitro marca penálti a favor do FC Porto. Preocupante é esta justiça salomónica de castigar o árbitro que errou no jogo do Sporting. Isso é que é mais preocupante", conclui o responsável pelo departamento de comunicação do clube de Alvalade.

Por João Lopes
18
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.