José Eduardo Bettencourt não conseguiu esconder a sua revolta com uma atitude que José Mourinho terá tido na zona dos balneários. Segundo o administrador executivo da Sporting, SAD - e esta não foi uma versão desmentida por ninguém do FC Porto -, o treinador dos dragões rasgou a camisola de Rui Jorge, entretanto exibida na sala de Imprensa, tendo desejado a morte do sportinguista.

"O Paulinho, o nosso roupeiro, queria trocar a camisola do Rui Jorge pela do Vítor Baía e o José Mourinho fez isto à camisola (n.d.r. - mostrando o rasgão junto ao número) e disse: 'Gostava que o Rui Jorge morresse em campo", desabafou Bettencourt.

Visivelmente comovido, o administrador sportinguista considerou esta cena de "inadmissível" e prosseguiu: "Se isto se passasse comigo, nesta casa, outro galo cantaria." José Eduardo Bettencourt, que considerou Mourinho "um grande treinador" revelou ainda que tudo aconteceu com a anuência do líder do FC Porto.

"Em complemento disto, o sr. presidente Jorge Nuno Pinto da Costa corroborou e disse que era muito bem feito, porque não tinha que estar ali como vencedor", afirmou, salientando ainda que no Sporting todos estão "tristes pelo empate."

O dirigente leonino não compreende o que se passou na zona restrita dos balneários, mesmo que José Mourinho se tenha desculpado "com o facto de estar nervoso". "Não houve um jogo até hoje no qual não cumprimentasse o adversário", afirmou, lamentando que, no futebol português se continue a viver "numa hipocrisia permanente, com elogios que se fazem a gestores, SAD's e dirigentes."

Com tudo isto, José Eduardo Bettencourt mostrou-se satisfeito pelo facto de leões e dragões continuarem de costas voltadas, embora entenda que, ao nível profissional, "todas as SAD's se devam ter uma boa relação."

"Numa semana em que se falou tanto em profissionalismo, digo que, em relação ao sr. Pinto da Costa, para mim, é um alívio as coisas estarem como estão. Deixemo-nos de hipocrisias e louvores e assentamos num país que precisa de referências e não são, certamente, deste Papa".

A finalizar, o admnistrador executivo da SAD verde e branca lamentou o empate leonino: "Estou triste porque não ganhámos o jogo. Fomos superiores e só a arrogância não o reconhece."

Santos falou com Mourinho

Fernando Santos lamentou a atitude de José Mourinho, treinador do FC Porto. O técnico sportinguista recusa revelar o que disse ao seu homólogo portista.

"O José Mourinho parece não ter tratado bem a camisola do Rui Jorge. No calor do nervosismo fez uma declaração que nunca devia ter feito. A bem do futebol, e até pela semana que se passou, disse-lhe o que penso da atitude que teve", afirmou, no final do jogo, aos jornalistas.

Rui Jorge incrédulo

Rui Jorge, que fez lançamento de linha lateral enquanto João Pinto recebia assistência, fora das quatro linhas, ficou incrédulo com as declarações de José Mourinho, logo após o final da partida. "Está a brincar comigo?", questionou o lateral-esquerdo da formação de Alvalade, quando se dirigia para o balneário, aos repórteres de rádio. "O árbitro mandou-me continuar o jogo. Só podem estar a gozar comigo", insistiu o internacional português.