Record

Mustafá diz que Bruno de Carvalho não deu "carta branca" para o ataque a Alcochete

Líder da Juve Leo iliba ex-presidente do Sporting e nega teor da conversa com Bruno Jacinto

• Foto: Paulo Calado
Mustafá ilibou Bruno de Carvalho do ataque ao plantel do Sporting na Academia, a 15 de maio. A informação consta do interrogatório ao líder da Juventude Leonina, a 14 de novembro, a que o Correio da Manhã teve acesso. Nuno Mendes negou ter dito a Bruno Jacinto, antigo oficial de ligação aos adeptos do Sporting, ter recebido luz verde por parte do ex-presidente para proceder à invasão a Alcochete. "É completamente falso, completamente mentira", garantiu ao juiz de instrução.

"Não confirmo que o presidente nos tenha dado carta branca. Não disse isso a ninguém. Só falei com eles [Bruno Jacinto e Fernando Mendes] no regresso da Madeira sobre o jogo [Marítimo-Sporting] e da situação do Fernando Mendes ir ao aeroporto", esclareceu Mustafá, que disse ter repreendido o anterior líder da Juve Leo por este ido ao aeroporto, onde discutiu com os jogadores e chegou a fazer ameaças: "Mas tu estás a passar-te?".

Uma versão que contraria a apresentada por Fernando Mendes, que numa entrevista ao 'Diário de Notícias' revelou que Bruno de Carvalho lhe disse para ir à Academia de Alcochete "apertar com eles [jogadores] e dar-lhes um puxão de orelhas".

O atual responsável máximo desta claque do Sporting sublinhou que apenas soube do ataque "às 17h20 pela CMTV" e vincou que não integra nenhum dos grupos de WhatsApp com elementos da Juve Leo onde alegadamente o ataque terá sido combinado, o 'Academia Amanhã' e o 'Piranhas on Tour'.
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas