Nuno Saraiva fala em "morte dos autos de flagrante delito" após arquivamento da queixa contra Eliseu

Diretor de comunicação do Sporting lamenta ausência de castigo para Eliseu

• Foto: Paulo Calado

O Sporting reagiu ao arquivamento da queixa contra Eliseu através de Nuno Saraiva, director de comunicação do clube, que condenou a ausência de punição para o que entende como "uma agressão" reconhecida "pelo próprio Conselho de Arbitragem".

"Quando, com base na homilia de um padre, se arquiva uma agressão destas, fazendo tábua rasa de tudo aquilo que foi dito pelo próprio Conselho de Arbitragem que reconheceu a agressão que deveria ter sido punida com ordem de expulsão, e ignorando a unanimidade de todos os especialistas, creio que não é preciso dizer mais nada. Com esta decisão, que significa a morte dos autos de flagrante delito e o tirar de tapete à Comissão de Instrutores da Liga e ao próprio Conselho de Arbitragem, escancara-se a porta à anarquia. Somar esta decisão à jurisprudência de quatro jornadas de absoluta impunidade resume-se a uma palavra: Vergonha!", considerou Nuno Saraiva, através da sua página no Facebook.

Por António Adão Farias
73
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.