Os detalhes da contratação de Sinisa Mihajlovic pelo Sporting

Scolari era o principal alvo, mas a recusa do brasileiro alterou planos

• Foto: Reuters

Está encontrado o nome do sucessor de Jorge Jesus no comando técnico do Sporting. Tal como Record avançou na sua edição da última sexta-feira, Sinisa Mihajlovic estava na lista dos leões para assumir o comando técnico e, perante a recusa de Scolari, Bruno de Carvalho optou pela solução sérvia.

O ex-técnico do Torino, de 49 anos, chegou ontem à noite ao aeroporto de Lisboa (00h15), hoje reúne-se com Bruno de Carvalho e, segundo foi possível perceber, vai assinar um contrato válido por três temporadas. Os detalhes já estão totalmente acertados entre as partes envolvidas, isto depois de vários avanços e recuos, especialmente no que diz respeito à vertente financeira.

Na chegada a Lisboa, Sinisa Mihajlovic foi parco em palavras, escudando-se no facto de não saber falar inglês. Questionado pelos jornalistas presentes sobre se já tinha chegado a acordo com os leões, o sérvio foi irónico: "Vim cá fazer compras! Desculpem mas não falo inglês", começou por dizer o treinador, alterando depois o discurso já no momento em que se aproximava do carro: "Desculpem, mas amanhã [hoje] falamos."

Escolha de BdC

Além do mais, sabe Record, este dossiê foi totalmente gerido por Bruno de Carvalho, com o presidente suspenso do Sporting a assumir a escolha do nome e as negociações com o sérvio. Refira-se que Mihajlovic será o treinador do Sporting se BdC continuar na liderança do emblema de Alvalade após a AG de destituição.

Apesar de BdC o ter negado na entrevista dada à SIC, e tal como Record avançou em tempo oportuno, Scolari era o alvo prioritário dos leões. No entanto, depois de o treinador ter recusado a oferta verde e branca, o Sporting viu-se obrigado a repensar as prioridades, olhando para outros técnicos.

‘Made in’ Itália como jogador e técnico

Sinisa Mihajlovic, 49 anos, começou a carreira no banco como adjunto de Roberto Mancini, no Inter, em 2006/07. Tornou-se técnico principal em 2008/09 no Bolonha, tendo passado por Catania, Fiorentina, seleção da Sérvia, Sampdoria, Milan e Torino, onde esteve época e meia, até janeiro último. Como jogador, foi um central (e médio-defensivo) que se notabilizou pelos golos de livre e trajeto em Itália, (Roma, Sampdoria, Lazio e Inter). Em 1990/91, venceu a Taça dos Campeões Europeus pelo Estrela Vermelha.

Por Alexandre Carvalho e João Soares Ribeiro
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0