Porta-voz de Bruno de Carvalho diz que pergunta no boletim "pode ter levado sócios ao equívoco"

Fernando Correia deixa crítica

Fernando Correia, porta-voz de Bruno de Carvalho, afirmou que os resultados da Assembleia Geral do Sporting - que culminou na destituição do atual Conselho Diretivo - poderão ter sido influenciados pela forma como a pergunta estava feita no boletim.

"Muitas pessoas poderão não entender à primeira o que quer dizer revogação ou como a frase estava construída, embora tivessem sido acrescentada as cruzinhas com sim ou não. A palavra abstenção era rídicula. Se não vai votar, fica em casa. Não faz sentido. Parece-me que terá sido mais complicado para quem não estivesse avisado acerca da pergunta, porque quando se perguntam vota a favor ou contra, a pessoa vota a favor através do sim, e o sim neste caso significava a destituíção. Embora sendo português e legítimo, esta forma de construção poderá ter levado algumas pessoas ao equívoco", afirmou Fernando Correia na Sporting TV.

A pergunta no boletim de voto era "revogação coletiva, com justa causa, do mandato dos membros do Conselho Diretivo" com as respostas "sim", "não" e "abstenção", com astericos no sim (saída da direção) e no não (continuidade da direção).

Ao mesmo tempo, criticou o facto de quanto maior for o tempo de associado, maior ser o número de votos: "Enquanto não houver a situação de um homem, um voto, não haverá equilíbrio e esclarecimento da vida de um clube. Os sócios mais antigos pensam que são donos do clube. São tão donos quanto o sócio que já esteja habilitado a votar. Enquanto houver esta divisão não teremos uma conclusão nem haverá total transparência."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas