Processo disciplinar a Bruno de Carvalho é pouco provável

Essa via não chegou, sequer, a ser inaugurada

• Foto: Pedro Simões

O recurso a um processo disciplinar, como forma de forçar a queda de Bruno de Carvalho e até, eventualmente, de impedi-lo de se recandidatar ao cargo de presidente, é um cenário pouco provável na atual conjuntura. Ao contrário do que foi noticiado, essa via não chegou, sequer, a ser inaugurada, pois não houve iniciativa interna nesse sentido. Por um lado, porque seria uma solução necessariamente mais demorada. Por outro, porque, embora não perca competências pelo facto de estar demissionário, o Conselho Fiscal e Disciplinar estaria fragilizado ao liderar um processo desse género, tendo renunciado praticamente em bloco (só ficou Fernando de Carvalho, solidário com BdC). Os membros dos órgãos sociais que se demitiram concordam que Bruno de Carvalho já não terá condições para continuar mas querem que o afastamento, a concretizar-se, seja o mais legítimo possível e aconteça apenas e só pela vontade dos sócios, daí a preferência por uma AG de destituição em vez de um processo disciplinar. A despeito desta realidade, qualquer associado pode avançar com um pedido de processo na tentativa de invocar a justa causa para destituir BdC, alegando, para o efeito, que o líder leonino colocou em causa o bom-nome do clube ou o valor da marca. Outra possibilidade seria apontar uma hipotética violação dos estatutos, por ofensas, injúrias ou difamação contra outros dirigentes dos próprios órgãos sociais. Cenários que não devem passar do papel, já que, se a direção não cair e BdC não sair pelo próprio pé, será convocada antes uma assembleia geral.

Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0