Ricciardi: «Sporting não paga um tostão a um único fornecedor»

Candidato diz que o défice de tesouraria ronda efetivamente os 120 M€ e acusa a Comissão de Gestão de mentir

• Foto: Vítor Chi

José Maria Ricciardi acusou a Comissão de Gestão do Sporting de "esconder" dos sócios a "gravíssima" situação financeira do clube. Numa conferência de imprensa na sua sede de campanha, o candidato à presidência dos leões defendeu o membro da Comissão de Fiscalização que ontem adiantou que o défice de tesouraria ronda aos 120 mihões de euros, considerando que este falou a verdade.

"Achei que devia fazer esta comunicação porque o que se passou ontem é muito gave. O dr. António Paulo santos, membro da Comissão de Fiscalização, proferiu declarações sobre a situação financeira do Sporting que são absolutamente verdadeiras. Se são 120, 115, 118, isso não é o fundamental, as coisas não são estáticas: houve jogadores que saíram e entraram outros, há aquisições, etc. A situação de tesouraria do Sporting é gravíssima e anda a tentar-se ocultar isto aos sócios, a mentir", começou por dizer Ricciardi, que acusou ainda a Comissão de Gestao de "querer apoiar subrepticiamente outros candidatos, quando prometeu que não o iriam fazer."

"Sei que neste momento o Sporting não paga um tostão a um único fornecedor, tem dívidas de dezenas de milhões de euros euros a fornecedores, não consegue pagar os jogadores tanto que foi pedir um rescalonamento ao V. Guimarães e ao Sp. Braga porque não conseguia honrar o que devia ter pago do Raphinha e do Battaglia. Neste momento, paga com dificuldades os vencimentos dos funcionários e jogadores mas se nada acontecer não haverá dinheiro em novembro nem para salários. Desafio os membros da Comissão de Gestão a vir amanhã à Sporting TV dizer que a situação não é verdade", acrescentou o banqueiro.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.