Rodrigo Roquette: «Ristovski foi imprudente na escolha de palavras, ainda por cima com árbitro de educação elevada»

Artigo de opinião de Rodrigo Roquette, sócio do Sporting

É preciso começar por dizer que o Sporting não tem sido consistente e competente. A distância do Sporting para o líder deve-se essencialmente a erros próprios que têm vindo a acumular-se ao longo dos anos.

Há uma necessidade urgente de mudar o paradigma, a mentalidade, de aumentar a nossa taxa de sucesso e isso só se consegue com a criação de uma cultura de exigência, de competência, de foco, de ambição constante e naturalmente de qualidade.

Numa lógica de regeneração e mudança acho que não faz muito sentido começar por falar de outros fatores (ainda que tenham peso), mas sim começar por resolver os problemas que temos dentro de casa.

Independentemente das convulsões, crises, dos fatores internos e externos que nos têm impedido de ganhar mais títulos, da pré-época atípica, da fase transição da direção e equipa técnica, do desequilíbrio do plantel (até por comparação com Benfica e Porto), o Sporting tem obrigação de fazer melhor contra Portimonense, Tondela, Vitórias (Guimarães e Setúbal) ou Braga.

À semelhança do jogo crucial de Tondela, antes da recepção ao Porto, o jogo de Setúbal condicionou o Derby, seja pela necessidade imperiosa de ganhar, seja pela motivação, a confiança e o medo de errar. Foi o Sporting que por incompetência própria que se colocou nessa posição.

Mas também é verdade que nos momentos cruciais a fragilidade do Sporting fica ainda mais exposta pela dualidade de critérios em nosso prejuízo.

O jogo de Setúbal foi um exemplo dessa dualidade, no jogo em si, mas também quando comparamos com os restantes jogos do campeonato. É tão fácil dar cartões aos jogadores do Sporting. A dualidade de critérios na amostragem de cartões vem desde a primeira jornada do campeonato. Parece que o rigor só se aplica nos jogos do nosso clube.

O lance em que Ristovski leva uma cotovelada, que lhe fez um "Monte Evereste" na testa e em que o árbitro não assinala falta e ainda transforma um cartão ao adversário num vermelho direto por protestos, é um atestado à falta de vergonha.

Como fiquei irritado com a ausência de um critério uniforme em relação aos restantes jogos do campeonato, resolvi pedir ajuda a um amigo meu especialista em leitura labial para perceber o que efetivamente foi dito pelo jogador do Sporting.  A primeira dificuldade que tive foi encontrar uma pessoa que saiba fazer leitura labial em…Macedónio. Ao que parece em Portugal só há 2 pessoas que falam Macedónio, uma delas é o árbitro Hélder Malheiro.

Segundo o especialista as palavras do (justamente) indignado Ristovski foram: "És um tótó!!!" Foi aí que se me fez luz e percebi que de facto o jogador foi bem expulso. É que chamar "tótó" em Macedónio é das coisas mais ofensivas que podem existir. O grau de humilhação não tem par.

No fundo Ristovski foi imprudente na escolha de palavras. Toda a gente sabe que se é para ofender o árbitro o jogador tem de chamar nomes à mãe do "senhor", ou mandá-lo para um sitio qualquer no mais puro vernáculo. Basta ver que em praticamente em todos os jogos isso acontece sem que alguém seja expulso (às vezes um amarelo, às vezes nem isso). Ou então teria utilizado palavras tais como "não vales nada" ou "não podes apitar mais jogos", expressões essas que para além de lhe perdoarem qualquer castigo ainda lhe permitirão ter vantagem em jogos futuros.

Que ingénuo foi Ristovski na escolha de palavras, ainda por cima com árbitro de educação elevada (sabe Macedónio), que é altamente sensível a ofensas, que resolveu mostrar amarelos a tudo o que era falta e que deve ser primo do treinador de guarda redes do Porto. À falta de uma medalhada para fazer um segundo galo, toma lá com o cartão vermelho.

No fim ficámos todos com um galo premeditado e o sensível conhecedor de Macedónio a rir-se. Como diria o "sonso" cá estaremos para acompanhar a carreira e o critério deste e de outros "árbitros".

88
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.