Rogério Alves defende modelo de AG escolhido

Presidente da Mesa da AG explicou os procedimentos

O modelo de AG escolhido para a reunião magna de hoje à noite, na qual a votação decorre em simultâneo com a discussão e análise do Relatório e Contas, está a gerar controvérsia junto de vários sectores do universo leonino. Porém, na opinião de Rogério Alves, presidente da mesa, "não há qualquer incumprimento nem da lei nem dos estatutos", uma vez que o modelo já foi utilizado em vários momentos e não existe uma "decisão judicial que tenha dito que não se poderia fazer assim". "Não podemos ter o paternalismo de obrigar as pessoas a estarem até ao final para participar na votação. Aliás, seria um motivo de desmobilização", acrescenta à Sporting TV, confessa ter tido "grandes dificuldades em encontrar um dia" para realização da AG, respondendo às críticas relacionadas com facto de a AG decorrer a meio da semana.

Após repisar a polémica em torno do código de barras nos boletins de voto, que alguns consideram uma forma de identificar quem vota em quê – "Indaguei junto dos serviços e aquilo que asseveram é que não existe qualquer hipótese de identificação do votante" –, Rogério Alves mostrou a abertura para "criar rapidamente" a "AG do futuro": "Podemos criá-la, com um pouco de esforço, entre esta AG e a próxima, prevista para junho. É um repto que deixo aos sportinguistas que queiram discutir isso connosco."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.