Rogério Alves e o pedido de Bruno de Carvalho: «Era bom que no Sporting deixasse de haver ex-candidatos»

Presidente da MAG leonina admite que houve quem tivesse ficado feliz com "problema" recente

• Foto: Pedro Simões

Questionado em entrevista à Sporting TV sobre o pedido feito por Bruno de Carvalho e alguns dos seus apoiantes para que seja convocada uma Assembleia Geral da SAD do Sporting, Rogério Alves não respondeu diretamente ao repto lançado pelo antigo presidente, mas aproveitou para referir que para o bem do clube de Alvalade tem de deixar de existir o conceito de "ex-candidatos".

"Em primeiro lugar, tenho o máximo de respeito pelos sportinguistas. Contacto com muitos ao longo do meu dia e da minha vida. Há uma coisa que no Sporting devia ser tido em conta: é que as candidaturas terminam com as eleições. Ficar sempre os três ex-candidatos, os cinco, os nove, não é uma coisa saudável para o Sporting. Não vale a pena dizer que os três subscritores tiveram em conjunto 16 ou 17 por cento dos votos. Para o universo sportinguista foi mau que a auditoria fosse revelada desta forma, não era a forma como a direção estaria a pensar divulgá-la, mas aconteceu. Vai fazer-se aquilo que já foi anunciado, uma participação não só ao Conselho Fiscal e Disciplinar do próprio Sporting, o órgão dentro do universo que tem competência para avaliar estas matérias. Alem de tudo o mais, é uma violação dos estatutos se tiver sido preparada por alguém de dentro do Sporting, os quais prevêem claramente um dever de confidencialidade. Foi também feita uma participação às autoridades, para que também investiguem este facto. A direção está a fazer tudo o que está ao seu alcance para descobrir o que aconteceu e perseguir os responsáveis, se forem detetados. Há uma coisa lógica: o facto está consumado. Agora a nossa preocupação é minorar os estragos, não é estar permanentemente, como algumas pessoas parecem gostar de estar, a esfregar na ferida, a lamuriar, a culpar a direção. A direção fez o que pode fazer e está ao seu alcance. Mais do que isto, temos de apoiar a direção no esforço de minorar os danos. Não podemos pegar neste facto grave, que desde o início tenho rotulado como tal, e ficarmos com uma ladainha de lamentação que nos impeça de ver tudo o resto. E até que acredito que haja quem fique feliz porque esta direção teve um problema. Não é assim que zelamos pela coexistência dentro do clube. Devemos trabalhar no apoio aos órgãos sociais."

A carta de Bruno de Carvalho

"Era bom que no Sporting deixasse de haver ex-candidatos. Isto é, não podemos permanentemente andar a ocupar o espaço público do Sporting com advertências, avisos, ralhetes, criticas. Quando paralelamente se está a desenvolver uma atividade de robustecimento do clube, quando efetivamente os sportinguistas estão a voltar a ganhar o entusiasmo por aquilo que é a atividade para o qual o Sporting nasceu, a desportiva. Como sportinguistas não podemos permitir que o espaço público relativo ao Sporting, que é enorme, esteja permanentemente ocupado por más noticias."

Por Ricardo Granada
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas