Rúben Amorim: «Expulsem-me por palavrões, mas é falso ter dito 'conseguiste o que querias'»

Treinador do Sporting aborda castigo e diz que "nunca quis passar por santo"

A carregar o vídeo ...
Amorim: «Qualquer dia sou despedido do Sporting e não arranjo trabalho porque estou sempre castigado»

Rúben Amorim não vai estar no banco no jogo com o Farense (amanhã, 21 horas) por estar a cumprir castigo de 15 dias (próximos três jogos). Esta quinta-feira, em conferência de imprensa de antevisão ao encontro, o treinador do Sporting abordou o castigo. 

"Fui expulso por afirmações que não são verdade. E vou meter isso na minha defesa. Expulsem-me por palavrões, mas o que está a seguir, e que é a sustentação ao castigo de 'conseguiste o que querias', é falso. É a última vez que falo sobre o castigo porque o grande prejudicado sou eu e qualquer dia sou despedido do Sporting e não arranjo trabalho em lado nenhum porque estou sempre castigado. Vou focar-me nos jogos", afirmou.

"Sempre fui assim no banco, o meu comportamento não mudou, vivo as emoções do jogo, estou confiante na mesma, sinto a equipa melhor, o que me deixa tranquilo, não mudei a minha forma de estar, estou confiante", completou, sublinhando: "Nunca quis passar por santo".

Rúben Amorim concluiu ainda que o seu castigo não influenciará o trabalho da equipa em campo. "O pensamento da equipa é sempre o mesmo: ganhar mesmo sem o treinador no banco", disse.

Por Record
60
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.