Rui Patrício: «Final da Taça foi o jogo mais difícil da minha vida»

Guarda redes recorda ataque à Academia de Alcochete e a final perdida pelo Sporting frente ao Aves

• Foto: Reuters

Rui Patrício trocou o Sporting pelo Wolverhampton no final da época passada, depois de uma rescisão unilateral com o clube leonino, que teve lugar na sequência dos ataques à Academia de Alcochete. O guarda-redes recordou o sucedido numa entrevista ao programa da RTP 'A Nossa Tarde', garantindo que aqueles acontecimentos vão marcá-lo para sempre.

"Lembro-me muitas vezes disso e de tudo o que se passou. Vai ficar marcado para sempre, para o resto da minha vida. Vivi as coisas de maneira diferente, eu estava no clube desde miúdo... Lembro-me muitas vezes do que se passou, mas também do que vivi de bom", considerou o internacional português, recordando, depois, a final da Taça de Portugal, perdida para o Aves, dias depois do ataque. "A final da Taça foi o jogo mais difícil para mim. O que estava sentir no momento, depois do que se tinha passado... Foi o jogo mais difícil da minha vida!"

Rui Patrício sabia que depois do sucedido dificilmente continuaria em Alvalade. "Depois de tudo o que se passou era muito difícil sentir-me bem", sublinhou. "Foi assim que aconteceu, não saí chateado; há muita gente que não concorda com a forma como saímos. Mas só quem está mais próximo de nós sabe que era impossível continuar." 

Será que pode acabar a carreira no Sporting? "Não sei o dia de amanhã, mas o Sporting é o meu clube. Se voltar um dia... O Sporting será sempre a minha casa", frisou. "Estive 19 anos no Sporting. A pessoa que sou hoje, o jogador que sou devo-o ao Sporting. O meu clube do coração vai ser sempre o Sporting!"

Rui vê os jogos dos leões. "Vejo e sofro. É normal..."

Mudança para Inglaterra

No Wolverhampton Rui Patrício encontrou muitos portugueses, o que tornou a sua adaptação mais fácil. "Foi fácil porque tinha muitos portugueses. Às vezes no jogo falo em português, então se forem asneiras... Mas já digo algumas palavras em inglês, agora já falo mais."

O filho de três anos é que bate o pai na língua de Shakespeare. "Às vezes vou buscá-lo à escola, vejo-o falar com a educadora e não entendo nada..."

Sobre o futebol que encontrou, Rui Patrício não esconde ter ficado deslumbrado. "É uma experiência única. Há muitas diferenças em relação ao futebol português, os estádios estão sempre cheios, a forma como as pessoas veem e respeitam o futebol... É diferente e estou a adorar, está a ser uma experiência fantástica."






Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.