Rui Patrício terá de receber 9,6 milhões de euros do Sporting se vencer em tribunal

Guardião terá direito a receber salários remanescentes até final de contrato

• Foto: Filipe Farinha

Das intenções aos atos. Rui Patrício foi o primeiro jogador a avançar com a rescisão de contrato por justa causa alegando, entre outras coisas, que o Sporting colocou em causa a sua "segurança e integridade física", levando o jogador a "temer pela vida". Esta decisão foi tomada após Bruno de Carvalho ter vetado a sua transferência para o Wolverhampton, numa altura em que o jogador já tinha efetuado os testes médicos.

Consulte aqui na íntegra a carta de rescisão de Rui Patrício
Rui Patrício
Rui Patrício
Rui Patrício
Depois deste episódio, e com as relações com o líder leonino já muito degradadas, o guarda-redes ponderou todas as hipóteses e optou por rescindir unilateralmente o acordo, uma situação que pretendia evitar a qualquer custo dada a dívida de gratidão que mantinha com o Sporting. Dada a situação, optou por escolher esta via mas a verdade é que, sabe Record, ainda poderá voltar atrás se BdC entretanto se demitir. Aliás, o negócio com o Wolverhampton, nos moldes em que foi desenhado, também está de pé e pode ser recuperado mediante essa mesma condição.

Refira-se que agora Rui Patrício dispõe de 7 dias para refletir sobre a decisão, podendo mesmo anulá-la, mas após esse período o processo segue os seus trâmites legais. Se o internacional português vencer em tribunal, tem o direito de receber os salários remanescentes até final de contrato (2022). Contras feitas: 9, 6 milhões de euros que totalizam os 2,4 M€ brutos por temporada.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.