Saiba quanto é que o Sporting pode receber pela transferência de Rafael Leão para o Milan

Negócio está quase concluído e leões lucram através do mecanismo de solidariedade da FIFA

Rafael Leão está a um pequeno passo de reforçar o AC Milan. Como adiantou esta sexta-feira a 'RMC', o negócio está quase concluído e envolve o pagamento de 35 milhões de euros ao Lille, que ainda recebe Tiago Djaló, avaliado em cinco milhões de euros. Uma transferência ao qual o Sporting está atento, na medida em que poderá lucrar com ambos os jogadores, através do mecanismo de solidariedade da FIFA.

Os dois jovens foram formados em Alvalade e, por isso, o Regulamento de Transferências da FIFA prevê que os leões recebam uma fatia. Mais concretamente, 875 mil euros por Rafael Leão e 112 mil euros por Tiago Djaló. O Mecanismo de Solidariedade, recorde-se, reserva 5 por cento do valor da transferência para os clubes que formaram o jogador entre os 12 e os 23 anos.

No que respeita ao avançado, este passou sete temporadas em Alvalade, entre os 12 e os 18, o que significa que a SAD verde e branca fica com direito a 2,5% da venda. Quanto ao central, que representou o clube em seis épocas, a percentagem é de 2,25% dos 5 M€ no qual foi avaliado para esta transferência.

Processo das rescisões

No caso de Leão, de 20 anos, corre ainda um processo no Tribunal Arbitral do Desporto (TAD), pois o Sporting reclama uma indemnização pela rescisão unilateral do avançado na sequência do ataque à Academia, em maio de 2018. O jogador deixou Alvalade no verão passado, assinando então pelo Lille como jogador livre.

Quanto a Djaló, de 20 anos, assinou pelo Milan em janeiro último, tendo a SAD sportinguista recebido 500 mil euros pelo central, que terminava contrato no final de 2018/19.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.