Salgado Zenha e salário proposto para Varandas: «Administradores dos nossos rivais ganham mais»

Vice-presidente afirma que o valor "agora sugerido é muito abaixo da mediana do mercado"

• Foto: Paulo Calado

Francisco Salgado Zenha disse encarar com naturalidade a proposta de aumento da remuneração para os administradores da SAD do Sporting, para 182 mil euros por ano para o presidente e 131 mil euros para os restantes elementos, que podem ser acrescidos de um montante variável, mediante a concretização de objetivos desportivos e financeiros.

"Não somos nós que decidimos, mas não sou hipócrita (...), faz sentido porque temos um estudo de 'benchmarking' que mostra que o agora sugerido é muito abaixo da mediana do mercado e, se formos ver, os administradores dos nossos rivais ganham mais do que nós, e não estou a falar de variáveis", explicou o vice-presidente e administrador do Sporting, acrescentando que esta medida visa "atrair talento" para a administração.

Relativamente à época 2018/19, a mesma Assembleia-Geral da SAD, convocada para 1 de outubro, deverá ratificar a ausência de remuneração variável para os elementos da sociedade, que foi abdicada por todos os elementos, assim como os montantes a receber mensalmente pelo presidente Frederico Varandas (10.500 euros) e os três vogais da administração (7.000).

"Em primeiro, quem decide a política de remunerações é uma comissão acionista e, em segundo, esta direção prometeu manter os vencimentos da anterior e recebeu menos, porque abdicaram do 'bolo' dos prémios coletivos indexados aos resultados desportivos", reiterou.

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.