«Se tivéssemos oferecido 11 M€ ao Sporting tínhamos ficado com Cristiano Ronaldo»

Doriano Tosi, antigo diretor desportivo do Parma, recorda história de 2003

• Foto: Pedro Ferreira

No dia em que Cristiano Ronaldo celebra 35 anos, são recordadas histórias da sua carreira. Umas já sobejamente conhecidas, outras que passaram despercebidas, como os contornos do interesse do Parma no craque português quando este ainda estava no Sporting. Antes de rumar ao Manchester United por um valor ligeiramente superior a 15 milhões de euros, a formação italiana esteve perto de mudar a história.

"A equipa estava a envelhecer e o objetivo era rejuvenescê-la. Mas aquele era um Parma com reputação europeia, logo queríamos os melhores jovens. Na verdade, tentámos o Cristiano Ronaldo mas também Vidic. Pelo primeiro, houve uma diferença de dois milhões de euros entre o oferecido e o exigido. O Sporting pediu 12 M€ e nós propusemos 10 M€. Resumidamente, foi por pouco. Se tivéssemos oferecido 11 M€ tínhamos feito negócio", revelou Doriano Tosi, antigo diretor desportivo do Parma, ao 'Tuttomercato'.

"Mas depois o Sporting defronta o Manchester United em agosto, ele encantou e o Alex Ferguson nem pensou duas vezes em levá-lo para Inglaterra. E nós poderíamos ter concluído a transferência em julho...", lamentou.

Admitindo que não ter contratado Ronaldo é o maior arrependimento da sua carreira de dirigente, Tosi lembra que pelo menos "teria ficado conhecido como o homem que trouxe CR7 para Itália", onde agora pontifica na Juventus.

5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.