Silas sobre Plata: «Será um jogador a ter em conta no panorama mundial»

Técnico dos leões satisfeito com a exibição do jovem equatoriano

O resumo do Sporting-Boavista: golos, casos e outros lances

Jorge Silas, treinador do Sporting, após a vitória por 2-0, em casa, sobre o Boavista, na 22.ª jornada do campeonato nacional, salientou a boa exibição de Gonzalo Plata, extremo de apenas 19 anos.

"Temos de ter paciência para que possam crescer, com o Plata temos tido essa paciência e vamos colocando-o aos poucos. Mas, ele é isto que vocês viram, muito virtuoso e atrevido. Será um jogador a ter em conta no panorama mundial", referiu na conferência de imprensa. Mas, o técnico dos leões recusou 'dar' a titularidade a Plata, na Turquia esta quinta-feira: "Para o jogo da Turquia ainda vamos ver. O Basaksehir ainda vai jogar e vamos analisar bem o jogo deles. Só aí é que vamos começar a preparar da melhor forma. Mas, o Plata vai estar connosco. Se vai ser titular, já não sei. Mas, com exibições como esta vai jogar muito mais."

Esta foi a jornada perfeita entre os jogos da eliminatória da Liga Europa? 

"Era muito importante marcar na 1.ª parte e marcámos mais do que um. Porque o 1-0 é sempre um resultado instável. A vontade era ir para o intervalo a ganhar 2-0, porque sabíamos que o Boavista iria carregar mais, devido ao cansaço, pois metade da equipa jogou na última quinta-feira. Mas, sim foi a jornada perfeita, conseguir fazer os dois golos na primeira parte e na segunda controlar."

Pode dizer-se que já se é uma equipa totalmente à imagem de Silas?

"Ainda nos faltam algumas coisas, mas temos estado em crescendo, sem dúvidas. Estou contente com aquilo que produzimos na quinta-feira e também hoje, pois colocámos muito jovens em campo que deram uma boa resposta. A ideia é que todos contam e todos vão ter oportunidades, tal como o Geraldes que hoje entrou." 

Apresentou quatro defesas. Este é o sistema tático ideal? 

"Defendemos com linha de quatro e atacámos com linha de três, com o Rosier na 1.ª parte e na 2.ª com o Battaglia. Temos de ser rápidos nos passes horizontais e ter paciência para o passe vertical. Isso se começam três defesas ou não pouco importa. A dinâmica é que tem de ser a melhor."

Como explica a menor consistência nos jogos fora?

"Ainda estou para descobrir. Por exemplo, com o Rio Ave não estivemos fortes a nível tático. Noutros jogos faltou a eficácia. Portanto, há razões diferentes."

Depois, Silas aproveitou para fazer um esclarecimento, garantindo que nunca quis criticar Bruno Fernandes: "Tiram do contexto declarações minhas, como se eu tivesse posto em causa o profissionalismo de um jogador pelo qual tenho imenso respeito. Porque eu não me atirei ao Bruno. Agora estou a atirar-me ao Record. Falei de uma situação que acontece com todos os jogadores que é quando a janela de transferências está aberta. O Bruno foi dos melhores profissionais com quem já trabalhei."

2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.