Rogério Alves reagiu esta quinta-feira ao anúncio de Bruno de Carvalho em avançar com ações cíveis contra todos os que o têm difamado, considerando que o líder dos leões quis "apenas causar ruído", mas diz que caso o processo avance espera "que não seja feita com o dinheiro do Sporting".

"Do ponto de vista jurídico, a coisa não faz qualquer sentido, não tem qualquer fundamento. Trata-se de um mero anúncio, sem qualquer consistência, mas obviamente num estado democrático cada um propõe as acções que quer e terá a resposta adequada no sítio próprio. Só espero que essa ação seja feita com o dinheiro do autor e não com o dinheiro do Sporting, com os advogados do autor e não com os advogados do Sporting. Isso é a única coisa que espero. Quanto ao mais, toda a gente percebe que não tem qualquer fundamento, não tem qualquer consistência jurídica. É um anúncio destinado apenas para causar ruído, mais ruído, ainda mais ruído. E portanto aquilo que vale é zero", afirmou o antigo presidente da Assembleia Geral do Sporting à Rádio Renascença.