Socas responde às acusações da SAD leonina e espera pedido de desculpa

Empresa de José Fouto garante que Sporting não regulariza dívidas desde 2018

Depois de ter sido alvo de um pedido de insolvência por parte da Socas Investment, que reclama 1,6 milhões de euros pela alegada intermediação da venda de William Carvalho ao Bétis, a Sporting SAD acusou ,no relatório e contas do 3.º trimestre, esta empresa de "pressão abusava e inaceitável". Este sábado, a sociedade de José Fouto, através de comunicado, respondeu à letra e espera um pedido de desculpa por parte dos leões.

Sobre as acusações da SAD verde e branca, a Socas diz taxativamente na nota que são "alegações que, por absolutamente falsas, são ofensivas do bom nome, honra e probidade do signatário, bem como da sociedade que representa". "Lamenta-se, desde já, que a Sporting SAD tenha, deliberadamente, optado por verter acusações infundadas contra esta sociedade e seu representante legal, procurando criar um clima de suspeição, atentando contra a credibilidade e prestígio que temos vindo a construir diariamente com empenho, esforço e dedicação", acrescenta a empresa de José Fouto que, porém, frisou: "A Socas Investment e o seu representante nada têm contra a referida sociedade desportiva, nem mesmo contra a sua atual administração".

"Crê esta sociedade que a Sporting SAD se irá retractar visto que tais acusações só poderão consubstanciar um lapso da parte de tal sociedade desportiva, que bem sabe que o pedido de insolvência vai para além do que esta pretende fazer crer na opinião pública", pode ler-se.

A Socas vincou, também, que "gerou, através do seu trabalho, as maiores mais-valias de sempre daquela sociedade desportiva" e assegurou que "não foi perpetuada qualquer conduta ou comportamento que sequer indicie uma pressão de qualquer índole sobre a Sporting SAD ou seu conselho administração, como esta pretende fazer crer".

Já sobre as dívidas em causa, para a Socas acaba por nem sequer ser um assunto, pois o Sporting "reconhece ser devedor em valores avultados desta sociedade, quantias que são certas, líquidas e exigíveis, porém, podemos adiantar que, desde 2018, não foram cumpridas". Ou seja, as "afirmações da Sporting SAD não correspondem à verdade, visto que esta sociedade é credora de montantes, para além dos devidos em virtude da transferência [de William Carvalho] para o Bétis". "As dívidas permanecem em incumprimento, pelo que toda e qualquer atuação da nossa parte foi efetuada em estrito cumprimento da lei", esclarece a empresa de Fouto.

"Não pode a Socas Investment crer que a Sporting SAD esteja em incumprimento das suas obrigações vencidas simplesmente porque não quer pagar, até porque tal serie um indício de má fé, o que colide frontalmente com todos os princípios basilares que regem as relações comerciais", sublinhou a Socas, referindo que "não foi apresentado a esta sociedade qualquer plano de pagamento sério, completo e com garantia de pagamento das dívidas vencidas e não pagas pela Sporting SAD", mas também não se coloca à disposição de aceitar a regularização das verbas em prestações devido ao tempo que já passou: "Não impende sobre esta sociedade o ónus de aceitar o fraccionamento de dívidas há muito vencidas, até porque, no limite, também esta sociedade tem obrigações".

20
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0