Socorristas expulsos em confusão com Coentrão: saiba o que diz o regulamento

Tudo aconteceu ao minuto 60 do FC Porto-Sporting

Todas as imagens da confusão no Dragão que acabou na expulsão de elementos do INEM

Aos 60 minutos do FC Porto-Sporting (2-1), Coentrão protagonizou um incidente com dois maqueiros e estes acabaram expulsos por indicação de Artur Soares Dias, após comunicação do vídeo-árbitro. O defesa dos leões pretendia apressar o lançamento lateral, mas um dos socorristas em causa escondeu a bola, levando Fábio Coentrão a reagir e a empurrá-lo. A confusão instalou-se e os elementos de cada uma das equipas travaram-se de razões, mas só maqueiros acabaram castigados com expulsão. Raul José pediu inclusive a sua identificação aos agentes da autoridade presentes.

‘A posteriori’, porém, Coentrão também poderá ser punido. Se o empurrão for enquadrado no artigo 166º do Regulamento Disciplinar da Liga, o defesa escapa com uma sanção de repreensão. Agora, se a atitude sobre o socorrista (que é considerado agente desportivo) for definida como agressão (art. 145), Coentrão pode ser suspenso – dependendo da gravidade – e pagar uma multa que pode chegar a 25.550 euros.

O maqueiro, se o incidente for considerado infração leve, pode ser sancionado. Como defende o regulamento, se estes "interferirem por qualquer forma" podem ser punidos com uma repreensão e, acessoriamente, com multa.

Por João Soares Ribeiro
33
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.