Foram 30 minutos de ameaças, agressões, lançamentos de tochas, coacção, amedrontamento, um incêndio pelo caminho e a reclusão forçada dos jogadores e equipa técnica do Sporting no balneário da Academia de Alcochete, para onde foram arremessadas quatro tochas, ao mesmo tempo que se gritava: "Vocês são uns filhos da p****, cab***! Vocês são um monte de m****! Vamos-vos [sic] matar! Vocês estão f******! Vamo-vos arrebentar a boca toda! Não ganhem no domingo que vocês vão ver"! Esta é uma pequena parte da descrição feita pela procuradora do Ministério Público do Montijo sobre a tarde de terça-feira no local de treinos do Sporting, a que a Sábado teve acesso.

Esta quinta-feira, no final dos interrogatórios no Tribunal do Barreiro, a magistrada deverá pedir a prisão preventiva para os 23 detidos.

Autor: Carlos Rodrigues Lima/Sábado

Assim ficou o balneário da Academia do Sporting após ataque de adeptos

Assim ficou o balneário da Academia do Sporting após ataque de adeptos


Vídeo Record: Balneário do Sporting ficou neste estado

Vídeo Record: Balneário do Sporting ficou neste estado


As imagens da invasão de adeptos à Academia do Sporting com ameaças aos jornalistas

As imagens da invasão de adeptos à Academia do Sporting com ameaças aos jornalistas


As imagens da destruição no balneário do Sporting e dos ferimentos de Bas Dost e Mário Monteiro

As imagens da destruição no balneário do Sporting e dos ferimentos de Bas Dost e Mário Monteiro