Record

Tiago Fernandes: «Jogámos como uma verdadeira equipa»

Técnico satisfeito com exibição no Emirates

• Foto: Reuters
Tiago Fernandes, treinador interino do Sporting, mostrou-se agradado com a exibição da equipa em Londres. O técnico salientou o poderio do Arsenal e fez um balanço positivo.

Análise do jogo à SIC Notícias

"Os meus jogadores interpretaram na perfeição o que foi pedido. Sabíamos que tínhamos de ser rigorosos e eles fizeram-no quase na perfeição. Um adversário com muita qualidade e soluções, mas sendo fieis a nos próprios, agressivos e competitivos poderíamos conseguir surpreender. Era importante não abandonar a estratégia para não sofrer e depois podíamos ter sido mais acutilantes e objetivos. Não conseguimos porque é um jogo de grau de dificuldade elevada, o que faz com que os jogadores defendam com rigor e depois falta frescura para a saída. Mas vamos trabalhar para melhorar. Foi positivo, queríamos os três pontos, levámos um. Só uma equipa portuguesa tinha ganho pontos aqui, o resto tinha perdido."

Aposta em Miguel Luís

"Já o tinha lançado nos Açores, para mim não é surpresa. Cumpriu, tal como os outros. Quando tens um coletivo como temos, é fácil os miúdos chegarem à equipa porque os mais velhos ajudam. Isto é o Sporting, ADN da formação, ir integrando estes jogadores ao poucos."

Mais perto da qualificação

"Este já passou, agora é descansar e pensar já no próximo. O mais importante é o campeonato já no domingo."

Balanço da presença no comando técnico

"Faço sempre o melhor por este clube, com alma e coração, com humildade. Tento sempre ajudar quando me chamam."

Análise ao jogo na Sport TV

"Pelo menos o empate tínhamos que arrancar. Os jogadores foram fieis ao nosso plano. Fomos muito solidários, coesos e compactos, jogámos como uma verdadeira equipa. Não conseguindo os três pontos neste estádio, onde há 27 anos uma equipa portuguesa não pontuava, foi positivo pelo compromisso e ter este prémio, não na totalidade, mas um ponto, é de enaltecer."

Baixar linhas

"Tínhamos duas fases do jogo diferentes, porque também pressionámos alto no pontapé de baliza. Mas tínhamos de baixar um pouco para não sermos surpreendidos. Ganhámos uma ou duas bolas no pontapé de baliza, não fomos eficazes, mas depois recuperámos onde queríamos recuperar para sair."

O que disse a Miguel Luís?

"Disse-lhe para jogar como se fosse a Youth League."

Vai continuar em Chaves?

"Hoje aqui continuamos".
Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

M