Torres Pereira pede inclusão de 'bomba atómica' nos estatutos

Com vista à demissão de um Conselho Diretivo em caso de problemas no futuro

• Foto: Lusa

Artur Torres Pereira, presidente da Comissão de Gestão do Sporting, afirmou esta segunda-feira que é necessário alterar os estatutos dos leões para incluir uma cláusula que permita a demissão do Conselho Diretivo em caso de futuros problemas, e deu mesmo o exemplo do sistema político português.

"Se na República Portuguesa o presidente tem o poder de usar a chamada bomba atómica para demitir o governo se entender que não está a cumprir o programa ou o interesse nacional, no Sporting tem que passar a haver uma disposição idêntica, que não há. Os estatutos atuais não preveem a demissão do Conselho Diretivo em caso de má gestão ou de não respeitar os interesses no entendimento de quem representa os sócios: a Mesa da Assembleia Geral", explicou à CMTV.

"No futuro esta situação nunca mais se deve passar, termos de recorrer aos tribunais e à Justiça para fazer cumprir a lei dentro do Sporting", concluiu.

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0