Varandas: «Isto era conhecido pelos funcionários como a 'casa de papel'»

Frisa que a revolução digital no clube era necessária e já começou

• Foto: Luís Manuel Neves

Ferderico Varandas abordou o que mudou desde a sua chegada à presidência do clube, dizendo estar otimista para a nova temporada. O presidente deu como exemplo a necessária revolução digital em Alvalade.

Otimista?

"Estou otimista, confiante e desejoso que isto arranque. Hoje foi o primeiro dia de trabalho mas esta época começou a ser trabalhada há muitos meses, com rigor, critério, planeamento. Vamos ter um grupo com qualidade, ambição, competência, e por trás teremos uma fantástica estrutura invisível. Quero dizer aos sportinguistas que vamos estar preparados e vamos à luta com tudo."

Época superou expectativas?

"Olhando para trás e para os factos, é verdade que foi a melhor época dos últimos 17 anos e isso torna-a extraordinária, tendo em consideração o passado recente e as condições em que partimos. Estes títulos foram fundamentais para o orgulho, para os sócios, mas para mim, mais importante do que os títulos, foi o passo que o Sporting deu rumo à estabilidade. Demonstrámos que é possível ser competitivo, vencer, não abdicando dos nossos valores. Este é o ADN do Sporting."

Contas

"Acabámos de cumprir a primeira fase, uma fase que prometemos na campanha e fizemo-lo. Consistia na regularização da situação financeira do Sporting, nomeadamente a nossa maior dificuldade, as dificuldades de tesouraria. Foi feito o empréstimo obrigacionista, a operação de financiamento dos direitos de tv e a conclusão das negociações com os bancos. Sobre este último não posso avançar grandes detalhes, seria de uma irresponsabilidade tremenda. Apenas digo que estamos a fase final de negociação.

Agora é a fase de consolidação, pretendemos resultados positivos, não precisando de vender jogadores. Sabemos que é um desafio mas é possível, e temos duas formas: primeiro, sermos o mais eficientes possível na SAD, reduzindo custos. Como fizemos em janeiro, no mercado, onde acertámos o plantel, reduzimos em 10 milhões/ano os custos salariais e melhorámos do ponto de vista desportivo.

Sei que estas palavras têm peso: redução. Não implica reduzir competitividade. Mas temos de atuar também no aumento de receitas, no negocio extra futebol. Chegámos a um clube onde a estrutura estava na idade da pedra, tínhamos um departamento de marketing com uma pessoa, um de IT com 5 pessoas. Temos de ter condições para o fazer. Temos de desenvolver esta área, da marca Sporting, a internacionalização.

Esta é, de forma geral, a maneira como vamos atuar e preparar o futuro. Uma ferramenta fundamental é a revolução digital no clube, que não existia. Chegámos aqui e era conhecido pela casa de papel, tudo em papel. Estamos ainda a libertar-nos de amarras. Isto não é de um dia para o outro. É um trabalho invisível que está a ser feito."

Formação

"É uma obrigação. Para sermos sustentáveis, temos de apostar na formação. Não é custo, é investimento. A formação não se muda de um dia para o outro. Vamos precisar de tempo, hoje estamos a pagar um preço do abandono dos últimos cinco anos.

Não é por acaso o que se passa acima dos sub-17 onde não temos o número de internacionais a que estávamos habituados. Há miúdos que vão ter de treinar mais depressa., tivemos um de 16 anos a treinar com Keizer e só não foi opção porque teve de fazer um exame médico.

Vamos ter uma equipa de sub-23 onde a média vai andar nos 18, 19 anos."

Investimento na formação

"12 milhões neste mandato. Começámos com obras, substituição dos relvados sintéticos e onde treina a equipa principal. Um relvado tem a duração máxima de 10 anos, este tinha 17."

Em 2022 a Academia voltará a ser uma das melhores do Mundo?

"Tenho a certeza. O mais importante e mais difícil de ter, já temos: são os recursos humanos. Fomos buscar à Escócia, ao Irão, aos Emirados, a Lisboa, ao Porto, uma equipa altamente especializada. São eles o motor da Academia. Esse motor hoje nenhuma equipa tem melhor do que nós. Ainda têm melhores condições físicas, mas vai haver obras.

Duas AGs

"Enquanto presidente a minha missão é apelar a que todos os sócios compareçam no sábado para a votação do orçamento. É o orçamento da estabilidade, mas diria sustentabilidade e competitividade.

Muita gente quer fazer barulho com a palavra desinvestimento. Houve em janeiro no futebol, 10 milhões, e fizemos a melhor época dos últimos 17 anos. O nosso orçamento parte de um princípio básico. Não podemos gastar mais do que as nossas receitas. Porque podemos pôr em causa a sustentabilidade do clube. Existe muito esse populismo com as modalidades. Vamos mantê-las, a competir para vencer. Mas atenção: a formação não é exclusiva ao futebol e as modalidades já estão a perceber isso.

Este orçamento é superior ao da época 2017/18, uma época onde o Sporting foi campeão em 4 modalidades. Mas não vamos cometer loucuras, como neste ultimo ano. Havia modalidades que esgotavam o orçamento em fevereiro, havia modalidades que nem estavam orçamentadas. Não podemos ter modalidades como-o vólei em 2017/18, tinha um orçamento de 800 mil euros, foi campeão e no ano seguinte passou para 1,8 milhões."

É possível vencer e ser sustentável?

"Claro que sim. Jamais este CD vai tirar um cêntimo das modalidades para dar ao futebol.

Mensagem final

"Gostaria que os sócios confiassem neste Sporting. Porque nós, CD e administração da SAD, tudo o que temos vindo a fazer é para ver os sportinguistas a festejarem na rua, para ver miúdos com a camisola do Sporting. O dia onde me senti mais realizado foi no dia seguinte à Taça, saí à rua e vejo imensas pessoas com a camisola do Sporting vestida, com orgulho.

Não estamos aqui por projeto pessoal, razões financeiras, para ser estrelas ou sermos populares. Temos uma missão a cumprir: servir o Sporting. Conseguimos que essas pessoas saiam à rua vestidas à Sporting. Hoje somos um clube saudável, forte, competitivo e ambicioso. Acreditem no Sporting, para tornarmos este estádio num verdadeiro inferno."

Por Luís Miroto Simões
19
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.