Varandas: «Sporting pode até não ganhar mas tem de ser favorito e mandar»

Presidente dos leões explica decisão de prescindir de José Peseiro

• Foto: Vítor Chi

Questionado sobre a decisão tomada de prescindir de José Peseiro e avançar para Marcel Keizer, Frederico Varandas garante que não se arrepende da decisão tomada, que no seu entender foi "altamente tranquila e segura". De resto, à Sporting TV, o presidente dos leões deixou claro que o clube que lidera tem de ser favorito e dominador sempre que entra em campo.

"Seria a pessoa mais feliz se tivesse continuado com ele até final da época, era sinal que tinha corrido bem. Mas o dever do Sporting é um clube com exigência. O Sporting tem de dominar 32 jogos por ano no mínimo. Pode até não ganhar mas tem de ser favorito e mandar. Agradeço a Peseiro tudo o que fez mas não era aquilo que o Sporting precisava neste momento. Admito que isto cause frustração. Se foram dias complicados para mim? Não. Nem estou arrependido. Foi uma decisão altamente tranquila e segura. Vem de trás, vem do que vi e senti, da minha experiência", considerou.

Por João Socorro Viegas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0