'Via Assembleia' dá força a rescisões

Prazo para alegar justa causa termina a 14 de junho, antes da AG de possível destituição

• Foto: Vítor Chi

Perante a continuidade de Bruno de Carvalho na presidência do Sporting, pelo menos até à realização da assembleia geral (AG) de destituição, a possibilidade de alguns dos principais jogadores do plantel avançarem para rescisões de contrato alegando justa causa ganha até mais força e mantém-se a possibilidade de ocorrer nas próximas horas.

Tal como Record noticiou na edição de ontem, vários futebolistas do núcleo duro do plantel, entre os quais poderão estar os capitães Rui Patrício e William Carvalho, ponderam seriamente avançar para a rescisão de contrato. A reunião dos órgãos sociais de ontem à noite, em que havia a possibilidade de Bruno de Carvalho se demitir, acabou por manter tudo em suspenso.

O nosso jornal sabe que ainda não chegou a Alvalade qualquer carta com pedido de rescisão, mas vários atletas mantêm a intenção firme de avançar. A motivação base é a agressão de que o plantel foi alvo na semana passada, no balneário da equipa em Alcochete. Os avisos terão sempre de ser enviados no prazo de 30 dias depois desses eventos. Isto é, até 14 de junho, antes da AG anunciada por Marta Soares.

Durante o dia de ontem, a SAD, já com Augusto Inácio em ação, voltou a ter contactos com jogadores e respetivos agentes, no sentido de evitar uma possível fuga de craques.

Por Paulo Jorge Rocha
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.