Vice-presidente do Sporting justifica demissão para "evitar especulações e novelas inexistentes"

Filipe Osório de Castro publicou comunicado onde alega "razões exclusivamente pessoais e profissionais"

Filipe Osório de Castro justificou a decisão de apresentar demissão do Conselho Directivo do Sporting, onde tinha a função de vice-presidente responsável pelo património e segurança, alegando "razões pessoais e profissionais", algo que já havia sido divulgado pelo próprio clube.

"Para evitar especulações e novelas inexistentes, a minha decisão de renunciar ao cargo de vice-presidente do Sporting Clube de Portugal tem por fundamento exclusivo, repito, tem por fundamento exclusivo razões pessoais e profissionais que me impossibilitam, actualmente, de continuar o bom e responsável exercício do cargo que me foi atribuído", frisou, num comunicado publicado no site dos leões. 

Recorde-se que, além de Osório de Castro, também Rahim Ahamad, vogal com a pasta internacional e ex-diretor do jornal Sporting, entregou a sua demissão na segunda-feira.

Leia o comunicado na íntegra:

"Para evitar especulações e novelas inexistentes, a minha decisão de renunciar ao cargo de vice-presidente do Sporting Clube de Portugal tem por fundamento exclusivo, repito, tem por fundamento exclusivo razões pessoais e profissionais que me impossibilitam, actualmente, de continuar o bom e responsável exercício do cargo que me foi atribuído.

A pandemia mundial originada pela doença COVID-19 teve, na actividade das empresas de que sou accionista e presidente executivo, um fortíssimo impacto económico que faz com que seja imperativo, neste momento e de forma inadiável, que tenha que me dedicar exclusivamente ao meu grupo económico de raiz familiar.

Sinto-me orgulhoso por ter feito parte de uma Direcção que apesar de ter recebido o nosso Clube na mais grave fase da sua vida (destruição de activos, reembolso de empréstimo obrigacionista, renegociação da dívida, entre outros desafios urgentes), conseguiu responder a todos estes desafios com determinação e capacidade, deixando agora o nosso Sporting Clube de Portugal em melhores condições para continuar a travar e ganhar combates. Saio com a consciência tranquila e com o sentimento de que servi o Sporting CP o melhor que pude, o mais que consegui e o quanto as circunstâncias o permitiram.

Gostaria ainda de realçar e agradecer o empenho dos funcionários que comigo directa ou indirectamente trabalharam, bem como agradecer o apoio e trabalho dos meus restantes colegas de Direcção, em especial ao presidente Frederico Varandas, desejando-lhes um bom trabalho e toda a sorte do mundo!

É agora tempo de voltar para a bancada para poder ajudar no apoio e testemunhar as vitórias do meu Sporting Clube de Portugal.

Sporting Sempre!"

14
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0