Wendel e a chamada à seleção olímpica: «É fruto do meu trabalho diário»

Jogador dos leões feliz pela chamada de André Jardine

• Foto: Miguel Barreira

Wendel mostrou-se entusiasmado por figurar entre os 22 jogadores convocados pelo selecionador brasileiro de sub-21, André Jardine, para a edição 2019 do Torneio de Toulon, que decorre em França, de 1 a 15 de junho, falando de "mais um degrau" na sua carreira e não deixando de agradecer o apoio que tem recebido da estrutura de futebol do Sporting.

"Agradeço a Deus por esta chamada. É fruto do meu trabalho diário e da confiança demonstrada por todos no Sporting, onde cresci como jogador e como homem", assume Wendel, reconhecendo que esta chamada à canarinha sub-21 lhe "dá mais responsabilidade no futuro".

"Sei que foi apenas mais um degrau que consegui subir nesta paixão que se chama futebol", acrescenta o médio dos leões, que antes da concentração da seleção brasileira, em Toulon, no dia 27, tem outros compromissos que centram as suas atenções.

"Agora, é tempo de pensar no jogo de sábado, no Porto, e depois na final da Taça de Portugal. Foco absoluto nisso", assegura o futebolista brasileiro, que, recentemente, trocou de representante e esteve sob a alçada disciplinar da SAD, devido a uma deslocação não autorizada a Turim, para assistir ao encontro entre a Juventus e o Ajax, dos quartos-de-final da Liga dos Campeões.

Essa é uma nódoa no ascensional de Wendel, desde que Marcel Keizer assumiu o comando técnico dos leões. Pouco utilizado com Jorge Jesus e José Peseiro, o médio contratado ao Fluminense é hoje pedra fundamental na equipa do treinador holandês, participando em 31 jogos (2.436 minutos) e marcando 3 golos.

Por João Lopes
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sporting

Notícias

Notícias Mais Vistas