Pepa: «Acredito cegamente que vamos conseguir os nossos objetivos»

Encara desafio da manutenção com "alento e esperança"

• Foto: Nuno André Ferreira

O treinador do Tondela, Pepa, garantiu este domingo que vai abraçar o desafio da manutenção dos beirões na Liga NOS com "alento e esperança", começando já com uma boa resposta frente ao Sp. Braga, à 17.ª jornada (20 horas).

"Este é um desafio que encaro com grande alento e esperança. Ainda temos um jogo e toda a segunda volta e não tenho dúvidas algumas de que vamos ser felizes e triunfar", sustentou.

Na conferência de antecipação da deslocação a Braga, o novo treinador do Tondela, Pepa - que substitui Petit a meio da semana - mostrou-se convicto de que é possível tirar os auriverdes dos lugares de despromoção.

"Acredito cegamente que vamos conseguir os nossos objetivos: sei que vai ser difícil, mas é um desafio que vai dar um gozo enorme", acrescentou.

Pepa sublinhou que encontrou um grupo forte e com qualidade, embora admita que possa ter encontrado alguma ansiedade e tristeza, fruto de algumas derrotas seguidas e do peso de se encontrar na última posição da tabela classificativa.

"Há qualidade no grupo e é normal a qualidade ser colocada em dúvida não por nós, mas pelos próprios jogadores porque os resultados assim o obrigam. Um dos desafios próximos é esse mesmo: fazer o grupo acreditar nas capacidades que tem, na qualidade que tem e não tenho dúvidas de que existe qualidade para treparmos por aí acima, com critérios e acima de tudo todos juntos", apontou.

Sobre o adversário, terceiro classificado, Pepa referiu que se trata de uma equipa fortíssima, com grande qualidade em termos individuais e que está a fazer um grande campeonato em casa.

"O Braga é uma equipa que não perdeu ainda em casa, fez um investimento forte, está forte e na luta pelo terceiro lugar com mérito, mas mais do que sabermos da mais-valia do Braga, temos de potenciar o que podemos fazer", sustentou.

Pepa prometeu ainda colocar em campo "um Tondela forte, organizado e ciente do que vai fazer", "sem estar só à espera que as coisas aconteçam".

"O erro provoca-se, potencia-se e é a isso que nos vamos agarrar. Estou curioso também, pois uma coisa é ver o dia-a-dia, o treino, e falta ver em competição, mas estou com grande esperança na resposta que vamos dar dentro de campo", concluiu.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Tondela

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.