Daniel Rodrigues: «Queremos vincular o senhor Mário Ferreira na gestão»

Candidato pela Lista C sublinhou que o caminho terá de ser feito lado a lado com o acionista maioritário

• Foto: Luís Vieira/Movephoto

Daniel Rodrigues foi perentório relativamente ao modelo de gestão a levar a cabo para a SAD, garantindo que o caminho terá de ser feito lado a lado com Mário Ferreira, acionista maioritário da sociedade. Para o candidato pela Lista C, a solução para uma melhoria da gestão passa por envolver e vincular o acionista, que poderá escolher dois administradores para a SAD, sendo os restantes dois nomeados pelo clube.

"O senhor Mário Ferreira, como acionista maioritário, tem obrigação de investir. E nós queremos vinculá-lo na gestão da SAD.  Por essa razão, dois administradores serão nomeados pelo presidente e os outros dois pelo Mário ferreira. Não podemos trabalhar como amadores. Temos de ter os melhores profissionais", referiu Daniel Rodrigues.

O ainda presidente da Assembleia-Geral da SAD foi confrontado com a proposta do candidato Miguel Pinto Lisboa, que havia sugerido que o clube procurasse adquirir as ações de Mário Ferreira, e foi contundente na resposta, deixando um alerta "para o caminho do endividamento".

"Cheguei ao Vitória em 2012, numa altura problemática. Quando se fala aqui em empréstimo obrigacionista, alguém nos vai dar ou emprestar 8 ou 10 ou 15 milhões aceitando ações? Joe Berardo só há um. Vão existir mais garantias. Do estádio? Da academia? A banca nunca dá nada a ninguém, exige garantias. Como se compra isto? É o Vitória que vai adquirir as ações, diz o Miguel. O Vitória ainda tem endividamento no PER de seis milhões. Na Sad começamos com 15, só temos 2. Faltam seis anos para pagar os seis milhões. Como se liberta meios? E se não se pagar? Se não se cumprir? Ficamos sem o Vitória", alertou Daniel Rodrigues, reiterando que o caminho passa por uma relação saudável com Mário Ferreira.

"Tem que se envolver o investidor maioritário. Cuidado com o caminho de endividamento, com este caminho de choque com o maior acionista. Júlio Mendes não teve caminho porque estavam de costas voltadas. É isto que queremos para o Vitória", concluiu.

Por Pedro Morais
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.