Decapitação no onze no espaço de um ano

Apenas Pedro Henrique e Hurtado continuam como opções principais e mesmo assim... ausentes

• Foto: Simão Freitas

O maior investimento de sempre num plantel não é propriamente garantia de absoluta qualidade e de sucesso. Que o diga o Vitória do momento, que procura sair de um sufoco que a estrondosa derrota caseira na Taça CTT, frente à Oliveirense, só ajudou a dramatizar, ao ponto de o próprio lugar de Pedro Martins estar, ao que parece, dependente da resposta da equipa já no domingo, frente ao Feirense, na Taça de Portugal. A grande realidade é que a verdadeira decapitação de um onze também ajuda a explicar muita coisa, algo que se confirma nesta fase da temporada, bastando para isso fazer a simples comparação: só Pedro Henrique e Hurtado continuam como opções indiscutíveis para Pedro Martins. E, mesmo assim, assinala-se que o internacional peruano esteve fora nos últimos dois jogos, enquanto o defesa-central brasileiro está já ausente da equipa há mês e meio devido a uma lesão muscular.

No resto, como se comprova aqui ao lado, há já sete elementos que eram preponderantes há precisamente um ano, mas que agora nem sequer moram em Guimarães. Rafael Miranda é o que resta, mas o médio brasileiro, como se sabe, perdeu muita da influência que tinha, surgindo neste momento a espaços nas principais opções de Pedro Martins.

Recorde-se que Júlio Mendes confirmou em absoluto que o clube investiu 13 milhões de euros em passe de jogadores para a época 2017/2018. A maior fatia deste bolo inédito foi para a contratação de Celis, Victor García, Rincón, Wakaso, ou até do próprio Hurtado, que estava emprestado há um ano. No sentido inverso, a SAD vitoriana recebeu 8,25 milhões de euros pelos cinco jogadores transferidos este ano.

Por António Mendes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0