Ivo Vieira e as dez jornadas finais: «Estamos todos no mesmo ponto de partida»

Treinador admite que o Sporting será uma incógnita, mas também o seu Vitória e todas as outras equipas

• Foto: Luís Vieira

Ao fim de três meses, o campeonato vai voltar e o Vitória vai dar o pontapé de saída desta nova realidade com uma receção ao Sporting. Um jogo diferente de todos os outros, acredita Ivo Vieira, que não vê vantagens (ou desvantagens) de ninguém para as dez jornadas que restam jogar na Liga. 

"Tudo será uma incógnita. O simples facto de não haver adeptos será estranho para todos. É uma realidade diferente, que a espaços aconteceu por outras razões. Acho e acredito que estamos todos no mesmo ponto de partida. Naturalmente que o Vitória tem uma massa presente e significativa de adeptos, mas não podemos fazer com que isso seja um ponto desfavorável, nunca me vou refugiar nisso. Vamos viver uma realidade estranha e esquisita, por todas as razões, mas que nunca servirá de suporte ou de justificação para o que quer que seja. Estamos todos em pé de igualdade, as lesões podem acontecer em todos, a falta de ritmo vai afetar todos, a ausência dos jogos vai influenciar o mesmo. Isto foi muito mais do que uma simples paragem do campeonato, foram cerca de 90 dias. Nunca será a mesma coisa. A qualidade do futebol vai cair um pouco. Mas estamos preparados para a luta e vamos tentar igualar a qualidade que vínhamos a demonstrar", considerou o treinador, em videoconferência com os jornalistas.

Sobre o rival nesta reinício do campeonato, Ivo Vieira frisa que, nesta altura, será uma incógnita tão grande como qualquer outra equipa. "Será sempre uma incógnita, seja o Vitória de hoje, o Sporting do passado e o do presente e todas as outras equipas. Só após estes primeiros momentos é que se vai perceber como tudo se procederá, qual o tamanho da incógnita. Mas os treinadores continuam a ser competentes, os jogadores continuam a ter qualidade. Mentalmente sinto que os meus estão preparados, mas não sei qual o efeito que terá neles o estádio vazio, pode ser positivo ou negativo. Prefiro não fazer futurologia", referiu o técnico dos minhotos, que vão para este jogo embalados numa sequência de três vitórias consecutivas. 

Ivo Vieira abordou ainda o possível ritmo mais baixo dos jogos, algo natural depois de tanto tempo sem competir. Mesmo assim, garante que o grupo que lidera está preparado para responder da melhor forma. "As equipas vão-se preparar para tentar dar mais intensidade, mas, de forma natural, o jogo vai ser quebrado e não vai ter a intensidade habitual. Já vimos o que aconteceu na Bundesliga. O efeito do público também faz com que o remate, saindo ao lado, crie um ênfase que acrescenta e que catapulta os atletas em termos mentais. O frenesim que as bancadas criam ajuda em termos mentais e, por arraso, em termos físicos. O comportamento e a vontade dos jogadores vai estar sempre lá, mas isto também será muito psicológico. Temos de ser intensos, assertivos e procurar sermos os mais competitivos possíveis", anotou. 

Por José Miguel Machado
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0