Ivo Vieira: «O adversário marcou golo em praticamente duas oportunidades»

Treinador do V. Guimarães lamentou o resultado obtido na receção ao Rio Ave

• Foto: LUSA / EPA

O V. Guimarães perdeu (1-2) na receção ao Rio Ave, em jogo a contar para a 18.ª jornada da Liga NOS, num encontro em que os vimaranenses sofreram dois golos de seguida, apontados por Diego Lopes (38') e Matheus Reis (40'), momentos após ver o VAR anular um penálti que o árbitro tinha assinalado.

No final do encontro, Ivo Vieira lamentou o resultado obtido diante dos vila-condenses, atirando que a equipa minhota deve ter um melhor desempenho contra as equipas que "lutam pelos mesmos objetivos".

"É um registo que não é positivo [ter 25 pontos em 18 jogos e nenhuma vitória contra nenhum dos 10 primeiros da tabela]. Não basta dizer que, perante aquilo que temos feito, temos de ter melhores resultados. A equipa tem bom volume ofensivo de jogo, mas não consegue concretizar. Na segunda parte, tivemos várias situações em que não conseguimos fazer golo. O adversário marcou golo em praticamente duas oportunidades", afirmou o técnico do V. Guimarães.

Resultados pouco convincentes perante equipas da primeira metade da tabela

"Não são positivos estes resultados com equipas da parte de cima da tabela. Temos de trabalhar mais para termos melhores resultados com equipas que lutam pelos mesmos objetivos do que nós."

Ocasiões de perigo e a eficácia vimaranense

"A nível de ocasiões, de remates e de cantos, dá para perceber aquilo que a equipa quis. Não sei se posso associar isso [pouca eficácia] à ansiedade, à falta de discernimento. Tem-se visto alguma precipitação na hora de fazer as coisas. Qualquer adversário que vem cá fecha-se muito num bloco médio-baixo, dando menos espaço para atacar. Temos de ser mais competentes na decisão. A diferença [entre as duas equipas] foi a eficácia."

Momento chave do jogo

"Até ao penálti anulado [após consulta do videoárbitro], o Vitória dominou o jogo. Depois houve alguma adrenalina com a quebra de jogo e, nesse período, houve alguma falta de discernimento na equipa. Com a paragem muito longa, a equipa 'arrefeceu', perdeu ritmo e quebrou animicamente. Na segunda parte, o Vitória atacou e o Rio Ave não teve uma situação de golo", concluir.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.