Record

Luís Castro pede audácia: «Se temos um golo, queremos dois; se temos dois, queremos três»

Treinador do V. Guimarães antevê jogo com o Santa Clara

• Foto: Lusa
O treinador do V. Guimarães, Luís Castro, disse esta sexta-feira que a sua equipa deve ser "mais eficaz" para vencer o Santa Clara, em partida da 10.ª jornada da Liga NOS.

"Temos de ser eficazes para que as coisas nos corram bem. A audácia tem de estar sempre dentro de nós. Se temos um [golo], queremos dois, se temos dois, queremos três. Mas a audácia não pode romper o equilíbrio defensivo, porque qualquer equipa precisa do conforto de uma boa defesa para atacar bem", disse, na conferência de antevisão ao jogo de domingo, em Guimarães.

Oitava classificada, com 12 pontos, a turma vitoriana marcou apenas um golo nos últimos dois jogos do campeonato - empates com Sp. Braga (1-1) e Boavista (0-0).

O treinador vitoriano acrescentou que "seria fantástico" a equipa concretizar, frente aos insulares, "25% das oportunidades criadas", depois de ter criado quatro ocasiões no duelo minhoto e cinco no Estádio do Bessa, e encarou com normalidade os períodos de "menor inspiração" de quem atira à baliza.

"Os homens que jogam mais perto da área têm fases. O talento está dentro deles, mas precisam de inspiração para a concretização. Vemos equipas de topo como o Real Madrid e o Manchester United, em que há pontas de lança a fazerem golos e a desaparecerem durante quatro, cinco jogos", comparou.

Apesar dos problemas para marcar golos, Luís Castro considerou que o Vitória atravessa um "ciclo positivo", em que perdeu apenas um dos últimos sete jogos - Portimonense (3-2) - e está preparado para defrontar um adversário "sensação" - sexto, com 14 pontos -, que está a provar ser possível ascender à I Liga e conseguir "resultados positivos", com "qualidade, vontade e organização".

O técnico disse estar à espera de um teste "duro", frente a um Santa Clara "difícil de desmontar", que, até agora, tem "demonstrado capacidade de finalização" e "muita eficácia" nos lances de bola parada.

Para a partida de domingo, o treinador não vai poder contar com o médio Celis, que, na quinta-feira, contraiu uma entorse no tornozelo esquerdo, e com os extremos Ola John e Tyler Boyd, já antes lesionados, não sabendo ainda se vai poder utilizar Wakaso - o clube recebe hoje o veredicto do pedido de despenalização do quinto amarelo atribuído ao médio ganês, frente ao Boavista.

O Vitória de Guimarães, oitavo classificado, com 12 pontos, recebe o Santa Clara, sexto, com 14, às 15 horas de domingo, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de V. Guimarães

Tozé a toda a linha

Influência do criativo é por demais evidente, seja a jogar no miolo ou nas alas do ataque
Notícias

Notícias Mais Vistas

M