Memorial de Diogo Gomes vandalizado

Mais um episódio controverso na história recente entre V. Guimarães e Boavista

Mais um episódio controverso na história recente entre V. Guimarães e Boavista. Depois dos cânticos entoados por alguns apoiantes dos axadrezados, com referências à falecida mãe de Rochinha, desta vez foi um memorial de um falecido jogador do Vitória a ser vandalizado. As imagens foram colocadas a circular durante a tarde de ontem, através das redes sociais.

Trata-se de um memorial em homenagem a Diogo Gomes, jovem jogador que pertencia ao Vitória e que, em abril de 2016, perdeu a vida num acidente de viação, com 20 anos. A equipa principal dos vimaranenses, por exemplo, chegou a competir poucos dias depois com o nome Diogo nas camisolas de todos os jogadores, em jeito de homenagem ao jovem.

Este memorial continha originalmente a figura de Diogo Gomes equipado à Vitória com a mensagem: "Um conquistador não morre, apenas muda de bancada". Ora, a camisola branca tornou-se axadrezada e na mesma parede passou a constar a seguinte mensagem: "1903 Boavista nada mais".

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.