Record

Palatsi: «O futuro vai dizer se valho 75 mil contos»

GUARDIÃO ATINGIU O «TOP» DAS TRANSFERÊNCIAS MAIS CARAS DO VITÓRIA

PALATSI custou ao Vitória de Guimarães 75 mil contos. Trata-se do valor da cláusula de rescisão exigida pelo Beira Mar para a sua transferência e que será paga em três tranches. Pimenta Machado apostou forte na contratação do guarda-redes francês e viu-se assim obrigado a despender uma quantia bastante elevada se levarmos em linha de conta os anteriores negócios para o reforço do plantel. Com 31 anos, Palatsi assinou um compromisso válido por três épocas e atingiu, de facto, o “top” das transferências no clube vitoriano.

O “keeper” francês, um sonho antigo dos vitorianos, é um dos melhores estran- geiros a actuar no futebol português na sua posição. Valerá 75 mil contos? Palatsi está em Portugal há cinco anos e nu- ma conversa pragmática com os jornalistas respondeu à questão com diplomacia. “O futuro é que vai dizer se valho 75 mil contos. Questionar se se vale 75 ou 100 mil, é muito relativo. Não sei se os jogadores têm esse valor, mas temos de o demonstrar dentro do campo. Isso a mim não me interessa. Quero mostrar as minhas qualidades para provar que o Vitória não se enganou na compra que fez”, sugeriu.

Titularidade

O ex-guarda-redes do Beira Mar é a aposta de Inácio para defender a baliza. Não restam dúvidas quanto à sua titularidade, mas o futuro dono da camisola nº 24 demonstra um grande respeito por Tomic e Vítor Nuno, seus rivais de posição. “É evidente que quero ser titular. Mas não posso deixar de reconhecer que não será uma tarefa fácil. A titularidade, só porque o Vitória me comprou, não é assim tão linear. Não são os nomes nem as camisolas que jogam. Vocês é que dizem que eu serei titular. A mim ninguém me disse isso. Nesta altura, só me preocupa o trabalho e não posso esquecer que há outros colegas a lutar pelo mesmo objectivo. Não é só por assinar pelo Vitória que vou trocar a minha mentalidade”, defendeu.

Métodos excelentes

O primeiro nome de Palatsi é Jerôme e deu azo a que os vários elementos do plantel do V. Guimarães, ainda em Manzaneda, passassem a tratá-lo por Jerónimo. O francês habituou-se facilmente à brincadeira, e integrou-se sem dificuldade no renovado grupo de trabalho. Por razões óbvias, o antigo guarda-redes do Montpellier lida mais de perto com João Costeado, treinador dos guarda-redes, e confessa estar muito satisfeito com os seus métodos. “Não tenho queixas da forma como se trabalham em Portugal os guarda-redes. Gostei daquilo que fiz no Beira Mar e estou satisfeito com o Cos- teado. Os seus métodos são excelentes. É natural que cada país tenha as suas características, mas no geral isto é tudo muito igual ao que fazia em França. Há uma escola, mas quase todos os treina- dores têm as suas próprias ideias”, comentou.

"Falaram-me no jogo a jogo"

Palatsi não se esquece de alguns dos momentos subjacentes à sua aquisição. Pimenta Machado contratou-o, efectivamente, para ajudar a formar uma boa e forte equipa, de molde a que fossem apagadas as agruras da época passada. Alguns dos reforços, incluindo o guarda-redes, deixaram eufóricos os sócios. Com a mediatização do plantel, já pedem algo mais que um simples ano melhor.

O francês sabe qual é o estatuto do clube, mas adverte que não podem ser criadas falsas expectativas. “Quando me contrataram disseram que iam tentar fazer uma equipa que não repetisse a época passada. O Vitória tem outro estatuto e quer conquistar mais triunfos que derrotas. Não há objectivos traçados e tudo aquilo que me foi falado é para disputar o jogo a jogo. Falar em objectivos muito elevados será meter uma pressão inútil na equipa. Ela vem de um ano difícil. Por isso, o jogo a jogo é melhor”, argumentou.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de V. Guimarães

Seriedade exigida

Objetivo Jamor obriga a foco máximo no jogo com o U. Madeira e a rotação será limitada

Welthon ataca Taça

Dianteiro aponta ao onze na Madeira, empenhado em pôr fim à série de mais de um ano sem marcar
Notícias

Notícias Mais Vistas

M