Pedro Martins: «São dois meses extremamente importantes para a nossa caminhada»

Técnico quer chegar ao 4.º lugar

Pedro Martins quer voltar rapidamente à competição
• Foto: Simão Freitas 

O treinador do V. Guimarães, Pedro Martins, afirmou esta quarta-feira que a equipa tem "enorme vontade" de disputar as oito "finais" que restam da Liga NOS, a começar pelo duelo com o Nacional, da 27.ª jornada (sexta-feira, 21 horas).

A formação vitoriana ocupa a quinta posição do campeonato, com 44 pontos, tendo já assumido que vai lutar pelo quarto posto, ocupado pelo Sp. Braga, com 46. Na sexta-feira, defronta, na Madeira, o lanterna-vermelha - 18.º, com 17 pontos -, com o técnico a realçar que o plantel aproveitou a paragem competitiva para estar bem a nível "mental" e "físico" na reta final da prova.

"São dois meses extremamente importantes para a nossa caminhada. Sinto uma enorme vontade de toda a gente em estar nestas finais que vamos ter pela frente. A equipa está imbuída de um bom espírito para o que vem pela frente", disse Pedro Martins na conferência de antevisão ao jogo com os madeirenses.

O timoneiro dos minhotos reconheceu até que o grupo está "algo ansioso", em virtude do desejo de voltar, o quanto antes, a "jogar" e a "competir", mesmo estando ciente dos "muitos jogos difíceis" que se avizinham, a começar pelo duelo com os insulares e pela incerteza que traz a troca de Predrag Jokanovic por João de Deus no comando técnico do adversário.

"Não é fácil, quando há uma entrada de treinador. Eu conheço o João [de Deus], foi meu colega. Trabalhámos dentro do nosso processo. Tenho a certeza que algumas coisas não vai alterar, pelo pouco tempo de trabalho que tem. O 'onze' pode ser diferente do habitual", disse, revelando confiança na "experiência" e na "qualidade" técnica e tática do Vitória para alcançar o triunfo.

O treinador afirmou que tem o plantel todo disponível para a viagem ao Funchal, com exceção dos castigados Moreno e Tozé e, provavelmente, de Hurtado, que jogou na madrugada de hoje pela seleção do Perú no triunfo sobre o Uruguai (2-1), em jogo de qualificação para o Mundial'2018, ao contrário do guardião Miguel Silva, que regressa na quinta-feira dos sub-21 portugueses.

"O Hurtado, em princípio, vai ser difícil. O Miguel [Silva], a partir de amanhã [quinta-feira], já está connosco e poderá ser opção. O Hurtado fez o jogo nesta madrugada e depois há a questão do fuso horário. Há aqui algum critério na gestão do plantel", esclareceu.

O treinador disse ainda que a equipa "não deve" pensar, para, já na segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal, na terça-feira, com o Desportivo de Chaves - parte com uma vantagem de 2-0 -, mas enalteceu o fato dos sócios terem esgotado os dois mil bilhetes recebidos em pouco menos de duas horas, na quinta-feira anterior, classificando-o como a "demonstração da grande força que existe no Vitória e no seu seio".

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.