Rochinha: «Curto para o que mostrámos»

Jogador dos minhotos queria continuar em prova

• Foto: Getty Images

O golo de Rochinha abriu o ativo para os minhotos e ajudou ao primeiro triunfo nesta fase de grupos da Liga Europa. Não chegou para seguir em prova e, por isso, há um sentimento agridoce no grupo vitoriano.

"Entrámos sempre para ganhar, seja onde for e contra quem for. Voltou a ser assim e, felizmente, desta vez conseguimos sair com a vitória. É uma pena que não tenhamos vencido mais jogos. Olhar para a classificação e ver que temos só cinco pontos é curto para o que mostrámos. Merecíamos mais", analisou o extremo, salientando, contudo, que há motivos para deixar a Europa com o sentimento de dever cumprido: "Demos uma forte demonstração do nosso valor, não há que sair de cabeça baixa."

Carlos Freitas, diretor-geral da SAD, também abordou a vitória e a campanha do Vitória na Liga Europa. "Foi uma vitória importante, num estádio muito difícil. Faz parte do processo de crescimento coletivo iniciado esta época. E esse crescimento implica estar nestas provas de forma constante", considerou o dirigente, completando: "Tudo isto é um sinal de que o caminho escolhido pode ter sucesso. Nesta caminhada a imagem do clube e da cidade ficou bem vincada e não nos podemos esquecer de que este projeto tem menos de cinco meses. Queremos mais."

Sobre o mercado que se avizinha, Carlos Freitas frisou que o Vitória "não é um clube com capacidade de ser protagonista", estando, por isso, naturalmente à espera do habitual "efeito dominó" iniciado pelos ‘tubarões’ do futebol europeu.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.