Segurar e colocar

Plano da SAD em janeiro é tirar os excedentários e manter o núcleo duro. Reforços é para esquecer

• Foto: Simão Filho

A chegada de reforços a Guimarães para atacar a segunda metade da época é algo que só muito dificilmente irá acontecer. O plano traçado pela SAD para o mercado de janeiro passa, em exclusivo, por segurar os jogadores nucleares do plantel e colocar os vários excedentários. Uma missão que, até agora, está a ser cumprida na perfeição, depois de confirmadas as saídas de Victor Garcia, Celis e Rincón. Estes três jogadores, além de pouco contarem para Luís Castro, auferiam elevados salários e ao serem cedidos ajudaram a aliviar as contas do clube.

Neste momento, no que a colocações diz respeito, falta apenas resolver a situação de Francisco Ramos. O médio não faz parte das opções do técnico e aguarda-se apenas que fique acertado o negócio ideal. Há mercado em Portugal, mas uma saída para o estrangeiro também não está colocada de parte.

Com apenas o campeonato para disputar, SAD e equipa técnica chegaram à conclusão que o plantel construído no verão tem soluções mais do que suficientes para alcançar o objetivo europeu. A ‘exigência’ de Luís Castro foi apenas que nenhum dos jogadores mais influentes saísse e recebeu uma resposta positiva por parte de Júlio Mendes.

Por José Miguel Machado
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.