Sérgio Conceição: «Houve uma discussão mas não era motivo para expulsão»

Técnico diz que decisão foi exagerada

• Foto: Lusa

Sérgio Conceição, treinador do V. Guimarães, afirmou que a sua expulsão foi uma decisão demasiado pesada por parte do árbitro, em declarações após o jogo da 22.ª jornada da Liga NOS diante do V. Setúbal (2-2). 

"A minha versão é a mesma do treinador do Vitória de Setúbal. O Quim Machado estava constantemente a pedir amarelos para os meus jogadores. Eu disse-lhe que devia falar com os jogadores dele e não com os meus. Houve ali uma discussão, mas não era motivo para a expulsão da minha parte nem da parte dele. Amanhã, vai-se falar muito disso, eu levo mais uma multa, mas de grave não houve nada, zero. Houve uma discussão natural, como quando acontece com duas pessoas", começou por dizer o treinador português.

Questionado sobre a possibilidade de ficar afastado do banco na próxima partida, Sérgio Conceição sublinha que não existem motivos para tal: "Pelo que passou, não há motivos para ficar de fora. Das vezes em que fui expulso, fui castigado duas ou três vezes. Uma vez fui expulso por festejar efusivamente um golo. Muitas vezes, os árbitros confundem o viver o jogo de forma intensa com comportamento incorreto".

Sobre o desempenho da sua equipa, o técnico assumiu não estar satisfeito com o resultado: "A entrada da equipa desiludiu. Não era isso que tínhamos perspetivado, nem a estratégia que tínhamos planeado. Nesses 10 minutos, o André Claro fez o golo. Nos restantes 35 minutos da primeira parte, tivemos três ou quatro situações para definir melhor e para concluir de forma diferente. Não merecíamos ir para o intervalo com o empate".



Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.