Soares: «Olhar para a bancada deixou-me arrepiado»

Não vai esquecer o que sentiu quando marcou o primeiro golo no D. Afonso Henriques

• Foto: José Moreira

Os triunfos com o Marítimo (2-0) e P. Ferreira (5-3) deixaram os adeptos do Vitória com água na boca. A fasquia para 2016/17 está, portanto, mais elevada do que nunca, até porque o plantel às ordens de Pedro Martins dá totais garantias de qualidade. Ciente da responsabilidade que os dois últimos jogos trouxe ao grupo, Soares deixa uma garantia aos adeptos: passo a passo, o que se viu nas primeiras jornadas vai ficar ainda melhor. Ou mais "gostoso", como o dianteiro gosta de dizer.

"Começámos bem, mas o campeonato é longo e temos de manter os pés bem assentes no chão e trabalhar para manter essa regularidade. Há sempre responsabilidade neste clube, fizemos dois grandes jogos diante do Marítimo e contra o Paços, mas há que manter o foco. Há coisas para melhorar e acredito que com o passar do tempo as coisas vão sair ainda melhor", afirmou Soares, que, apesar dos elogios ao Nacional, a sua ex-equipa, refere que a realidade encontrada em Guimarães é outra: "O Nacional é um grande clube, abriu-me as portas da Europa, mas não há tanta pressão. Aqui é gostoso jogar. Os adeptos... nem têm explicação. Com o Paços olhei para a bancada depois de marcar e fiquei arrepiado."

O avançado brasileiro, de 25 anos, estreou-se a marcar com o P. Ferreira. Um "momento de grande felicidade", que ajudou a deixar para trás uma má memória do jogo com o Sp. Braga. "Perder um penálti diante de um rival é muito difícil. Procurei tirar da cabeça e treinar mais os penáltis. Foi bastante difícil dormir depois de falhar no dérbi. Mas tive sempre o apoio de todos. Antes do jogo com o Marítimo, o míster disse que era eu a bater os penáltis. Isso deu-me confiança", adiantou.

Por José Miguel Machado
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0