V. Guimarães paga 18 mil euros e é alvo de novo processo disciplinar no jogo contra o FC Porto

Azuis e brancos também foram punidos com multas num total de 9.308 euros

• Foto: José Gageiro/Movephoto

Os acontecimentos verificados no jogo entre o V. Guimarães e o FC Porto, com o caso de racismo contra Marega no topo da lista, valeram multas num total de 17.941 euros aos minhotos, bem como a abertura de um novo processo disciplinar.

O valor divide-se entre 4.017 euros por engenhos pirotécnicos, 3.392 pela deflagração de tochas e outros objetos na bancada do FC Porto - Vitória é punido na qualidade de organizador do jogo -, 2.678 por uma troca de tochas entre adeptos dos dois clubes, 7.140 pelo arremesso de cadeiras e 714 por cânticos contra Marega e Marchesín.

Um bolo ao qual acresce, tal como referido anteriormente, um processo disciplinar aberto relativo a comportamento de claques, que teve seguimento após a chegada do relatório policial. Para além deste, recorde-se o emblema vitoriano está também a contas com um outro aberto praticamente a seguir ao jogo, relativo ao caso de racismo contra Marega.

Já o FC Porto irá pagar um total de 9.308 euros pelos factos ocorridos nesse encontro, os quais de dividem em 3.188 por pirotecnia, 5.100 pelo arremesso de garrafas, cadeiras e pirotecnia, e 1.020 pelo arremesso de cadeira para as bancadas vitorianas.

Por Pedro Morais
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Guimarães

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0